Roteiro: Portugal (9 dias)

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Portugal foi a primeira viagem longa de avião da Alice e da minha mãe. Ainda sem segurança para fazer tudo de forma independente, tive como apoio para os passeios e deslocamentos a Além Mar Turismo que nos levou na carrinha para cima e para baixo pelas ruas e estradas portuguesas.

Compartilho com vocês o nosso dia-a-dia, lembrando que a viagem foi patrocinada por nós mesmos.

Para saber mais sobre cada dia, assim como maiores informações sobre cada local visitado, clique nos links disponibilizados.

Dia 0

Aproveitamos que a TAP oferece um voo direto do Salgado Filho e embarcamos no voo noturno Porto Alegre – Lisboa da TAP.

Pontos positivos:
– Apenas um voo, o que foi ótimo para a estreia da Alice;
– Colocaram todos juntos nos 4 lugares que ficam no meio da aeronave – Equipe cordial;
– Gostei dos filmes disponibilizados.

O que você pode não gostar:
– Classe econômica bastante apertada;
– Comida não é boa.

Passagens e seguro viagem comprados em uma agência de viagem.

Dia 1

Desembarcamos no aeroporto de Lisboa no horário planejado, foi fácil encontrar a Imigração. Tivemos uma surpresa agradável, pois estávamos entrando na fila e eles nos chamaram, pois como estávamos com criança pequena tínhamos preferência.

E imigração foi super tranquila e rápida, logo estávamos pegando as malas que chegaram sem nenhum problema. Na saída encontramos e conhecemos a Marina e o Rui da Além Mar, que foram nossos guias nesta trip.

A primeira surpresa agradável é que inicialmente havíamos contratado apenas um transfer do aeroporto para o hotel, mas eles nos levaram para almoçar e demos uma volta para ter uma prévia de Lisboa.

Restaurante Pancita
Espaçoso e cercado de janelas é um lugar bastante agradável para sentar e curtir uma boa refeição.

Com preços acessíveis os pratos são muito bem servidos, o nosso servia tranquilamente três adultos e o da minha mãe dois. Comida saborosa, bem servida e barata, algo que descobrimos ser uma característica de vários restaurantes portugueses.

Endereço: Rua Camilo Castelo Branco, 35A Queluz de Baixo Lisboa

Hotel Sana Malhoa
Após uma rápida volta de carro para conhecimento da cidade de Lisboa é hora de realizar o check-in no hotel.

O atendimento foi cordial, fizemos a nossa reserva pelo Hoteis.com, e conforme pedimos os quartos não só eram próximos como possuíam uma porta de ligação.

O quarto era espaçoso, as camas confortáveis, café da manhã farto e a equipe bastante atenciosa. Ficamos no 8º andar, e achamos o hotel muito tranquilo e silencioso.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 1 

Dia 2

Devidamente descansados, café da manhã tomado, é hora de conhecer Lisboa.

Parque Eduardo VII
O Parque Eduardo VII é considerado o maior parque do centro de Lisboa e tem um longo e desenhado gramado cujo final irá levar a rótula do Marques do Pombal. Nas laterais a famosa calçada portuguesa e suas árvores trilham um caminho agradável, convidando os mais dispostos para uma bela caminhada. Neste espaço ocorre a Feira do Livro de Lisboa, combinação perfeita para deixar o local ainda mais bonito.

Após admirar a vista, basta atravessar a rua para encontrar o Jardim Amália Rodrigues que foi inaugurado em 1996 e recebeu este nome para homenagear uma famosa fadista. Nele me deparei com um monumento chamado Maternidade, do artista Fernando Botero.

Torre de Belém
Localizada a margem direita do rio Tejo – ela já esteve no meio do rio – a Torre de Belém fica em frente a uma grande praça e cercada por uma prainha.

Dentro da torre reserve um tempo para observar os detalhes, respeite a sinaleira que organiza o sobe e desce na estreita escada, cuidado com a cabeça onde o teto é bem baixinho, entre em todas as salas quando subir, você pode precisar de um banco para descansar ou encontrar uma linda visão do Tejo.

Site: Torre de Belém

Padrão do Descobrimento
Um encontro de figuras históricas. Em frente ao Rio Tejo e atrás como bússola uma belíssima rosa-dos-ventos em vermelho e preto (ou será que é o contrário?!). O resultado é uma divertida aula sobre a época em que os portugueses enfrentavam o mar para desbravar o mundo.

A dica é pegar um panfleto que descreve quem é quem na obra, observar os detalhes do posicionamento de cada um desses personagens, para depois brincar na rosa-dos-ventos de onde saímos e onde estamos.

Site: Padrão do Descobrimento 

Almoço no Marisqueira de Algés
Próximo aos pontos turísticos o aquário na entrada dá boa vindas aos clientes. O local é bastante claro, o atendimento é bom.

Para quem vai com crianças pequenas tem cadeirinha. Escolhemos bacalhau e estava delicioso, assim como as entradas.

Endereço: Rua Major Afonso Palla 59/63, Algés
Horário Funcionamento: das 12h às 00h
Site: Marisqueira de Algés

Igreja Santa Maria Belém (Mosteiro dos Jerônimos)
O mosteiro dos Jerônimos é uma construção imponente. Devido ao seu tamanho, diversos tipos de passeios são possíveis. Optamos pelo gratuito, que é a visitação a Igreja Santa Maria Belém.

Mesmo para quem não é religioso, o passeio vale pelos personagens históricos que ali estão, já que ela guarda muitos símbolos portugueses, além de reis e rainhas.

Pastel de Belém
Ao ver de longe o prédio baixinho e seu toldo azul, pode-se cometer o erro de pensar que o lugar é pequeno, mas ao entrar na fábrica dos pastéis de Belém, outro mundo se abre. Presente e passado estão por toda a parte, começando pelos bonitos azulejos.

O pastel é uma delícia, quentinho, o creme parece derreter na boca. Não deixe de colocar a canela, seu cheiro e gosto tornam a experiência ainda mais divina. Não coma com pressa, cada mordida precisa ser saboreada. E escute o conselho do garçom e já faça a encomenda para levar. Mesmo frios eles valem a pena.

Site: Pastel de Belém

Oceanário de Lisboa
Com fácil acessibilidade, o visitante pode optar pelas escadas ou pelo elevador quando não houver rampas. No centro um enorme aquário com diversos tipos de vida marinha, inclusive tubarões. Em todos os andares é possível ter uma visão diferente dele por todos os lados, e apesar de ser sempre o mesmo é sempre novo. Fora dele, em espaços menores, encontramos sapos, cavalos marinhos, bacalhau, pinguim, o Nemo entre outros.

Site: Oceanário

Miradouro da Senhora do Monte
Em frente da Capela de Nossa Senhora do Monte tem um mirante para quem quer admirar a cidade de Lisboa, oferecendo como vista o Castelo de São Jorge, parte da Baixa de Lisboa e o estuário do rio Tejo, além do vale da Avenida Almirante Reis.

Ao entardecer a dica é levar um casaco, mesmo no verão, pegamos um vento friozinho. Um lugar para se despedir do sol e agradecer pela bela paisagem.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 2 

Dia 3

Para quem adora um bom vinho, dia de abastecer a adega.

Palácio da Bacalhôa
Antiga propriedade da realeza portuguesa, também conhecido como Palácio dos Albuquerques, é cuidadosamente preservada pela Fundação Berardo, dos vinhos Bacalhôa.

O lugar é um encanto, hora colorido, hora sombrio, onde morte e vida se misturam rodeado de parreirais cheinhos de uva. A visitação tem o acompanhamento de uma guia que nos dá uma pequena aula tanto sobre os vinhos que dali serão originados como das peças que nos encantam.

Quinta da Bassaqueira – Sede dos vinhos Bacalhôa
A sede dos vinhos Bacalhôa fica muito próxima ao palácio, onde é possível visitar exposições e o armazenamento do vinho. Ao final do passeio fizemos a degustação de três tipos: Moscatel de Setúbal, Catarina (Branco) e Meia Pipa (Tinto).

Site Bacalhôa

Almoço no Restaurante Escondidinho de Cacilhas
Aqui eu e a vovó nos aventuramos em um arroz que misturava vários frutos do mar que não foi exatamente aprovado. Quem se deu bem foi o papai e a Alice que preferiram um tradicional prato de carne com arroz e batata-frita. O local é bastante simples e o atendimento cortês.

Endereço: Largo Alfredo Dinis 7, Almada

Fragata D.Fernando II e Glória
Não fizemos a visitação interna, mas pelo lado de fora já é possível admirar esta bela embarcação. Ela encanta pelos detalhes, e fica a curiosidade de saber se após a restauração ela irá navegar novamente no Rio Tejo.

Cristo Rei
Do mirante do Santuário Nacional de Cristo Rei podemos ver Lisboa e a Via-Sacra de Jesus. Na porta do monumento estão os dez mandamentos. Na parte interna, nos quatro pilares simbolizando os pontos cardeais, esta a Capela de Nossa Senhora da Paz. Para quem desejar, existe a possibilidade de pegar um elevador e ir até um terraço, onde se pode admirar mais de perto os detalhes do Cristo e ter uma visão ainda mais ampla da cidade de Lisboa.

Igreja São Domingos
Simples e grandiosa, ela nos convida a imaginar o desespero dos que ali eram condenados por heresia e o esplendor que deveriam ser os casamentos reais. É o tipo de lugar que transpira estória e pode inspirar histórias. Não deixe de visitar e se surpreender, pois não é a toa que ela foi classificada como monumento nacional.

Rua Augusta, Praça do Comércio, Arco Triunfal e Rossio
Na Rua Augusta um calçadão apenas para pedestres com muitas lojas e restaurantes, atendendo a todo tipo de público. Em seus extremos, duas praças: a do Rossio e a do Comércio.

Antes da Praça do Comércio encontramos o Arco Triunfal. Seu relógio impede os mais desavisados de se perderem no horário de verão (o Sol demora em se despedir nos dias quentes). Ao parar embaixo, é possível observar o cuidado e a beleza dos desenhos. Ao olhar para o lado, surpreenda-se com as luminárias e o piso. Ao olharmos da praça, teremos a visão dos seus guardiões e uma visão total da sua beleza.

No Rossio, vale a pena conhecer a Estação Ferroviária, um prédio histórico com bonitos detalhes.

Confeitaria Nacional
Doces bonitos, gosto mais ou menos e atendimento deixa a desejar. Não ficou aquela vontade de retornar.

Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau
Bolinhos de bacalhau simplesmente deliciosos, dois valem por uma refeição.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 3 

Dia 4

Chegou o momento de começar a se afastar de Lisboa e iniciar os bate-volta.

Estoril
A praia de Estoril é uma velha conhecida dos brasileiros pelo seu circuito de Fórmula 1, onde o inesquecível Ayrton Senna conquistou a sua primeira vitória.

Não fomos na pista, mas fizemos uma passagem rápida por uma praça em frente ao Casino Estoril e colocamos os pés (calçados) na Praia de Tamariz.

Cascais
Um vilarejo de ruas estreitas que convida os visitantes a percorrer suas ruas e sentir o cheiro das padrarias e restaurantes até encontrar o mar com os seus barcos.

Os prédios baixos de cores claras, os azulejos tornam a pequena cidade costeira muito charmosa.

Boca do Inferno
Os rochedos moldados pela fúria do Atlântico, em uma paisagem que proporciona belas fotos e muito cuidados por parte dos seus visitantes.

Cabo da Roca
Localizado no Parque Natural de Sintra – Cascais, o Cabo da Roca é o ponto mais ocidental do continente europeu. Conhecido como o ponto “onde a terra acaba e o mar começa” (assim descrito por Camões em Os Lusíadas), o cabo possui um farol magnífico do século XVIII e é o habitat natural de várias plantas e pássaros.

Cenário de filme, possuem cercas que separam os turistas da parte mais perigosa, e para a continuação do passeio o limite deve ser respeitado.

Almoço Adega do Saloio
O restaurante com mais de 50 anos encanta pelo ambiente e pelo paladar. Bom atendimento e ótima comida.

Para quem vai com criança pequena, eles oferecem cadeirinha e no banheiro tem fraldário. Em termos de valores, achamos dentro da média gasto dos demais restaurantes frequentados em Portugal.

Como prato deixo a sugestão do bacalhau com nata, que achei maravilhoso.

Maiores Informações:
Endereço: Rua Álvaro Reis, nº 32, Sintra
Site Adega do Saloio

Palácio da Pena
O castelo a distância lembra os contos de fadas. Para chegar, existem duas opções após atravessar os portões: ir caminhando ou pegar o pequeno ônibus. A mistura de estilo, que vai do romantismo ao indiano, são um charme a parte.

Passear pelo castelo exige preparo físico, mas vale a pena, é uma aula prática de história. Estátuas, quadros, móveis, azulejos e porcelanas nos levam ao passado e a forma como a monarquia vivia.

Site: Parques de Sintra

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 4 

Dia 5

Livros, Ondas, Fé e uma história de amor.

Óbidos
Charretes, flores na janela, uma bicicleta enfeitadas, uma igreja que virou livraria, muitas lojinhas em uma vila muito gostosa de passear. Presente de casamento do rei Dinis para a rainha Isabel manteve suas casas brancas intocadas pelo tempo encantando a todos os que ali vão visitar.

Óbidos permite caminhar pelos muros que a cercam, ela inspira história e poesia. Mesmo em um dia de chuva. Não se deve deixar de provar a Ginjinha e saborear o copinho de chocolate que ela vem.

Nazaré
Praia conhecida pelas ondas gigantes, é extremamente movimentada e conserva tradições. No mirante do Suberco tem uma vista belíssima do alto, onde a espuma branca contrasta com a linda cor do mar. A dica é aproveitar para almoçar e relaxar olhando a paisagem.

Ali encontramos a paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, pequena e dourada, ela encanta pelos detalhes e para quem quer ouvir sobre a sua lenda.

Almoço no Restaurante Arimar
O restaurante fica perto de um dos mirantes e da paróquia de Nossa Senhora de Nazaré.
Pedimos frutos do mar que nos atenderam bem. O atendimento poderia ser um pouco melhor.

Mosteiro de Alcobaça
Branco e amplo este mosteiro é o desfecho da nada feliz história de amor de Inês de Castro e D. Pedro. No local estão os seus túmulos, frente-a-frente, aguardando o reencontro no dia do juízo final.

O mosteiro, em estilo gótico, é considerado patrimônio mundial pela UNESCO.

Casa dos pastorzinhos
Ao entrar na casa das três crianças que viram Fátima, me senti dentro de um filme sobre sua aparição. O local simples remete a rotina das crianças que receberam os três segredos da santa.

Frases e fotos espalhadas nos fazem refletir sobre como deve ter sido difícil para eles o peso desta visão. Mesmo para quem não acredita em santos ou religião, acaba refletindo sobre os dois lados da fé.

Santuário de Fátima
Chegamos próximo às 19hs, quando a grande igreja já está fechando, assim como toda a estrutura a sua volta. Para completar o cenário iniciou uma chuva, o que fez com que não acompanhássemos a procissão de velas.

Foi um lugar que me decepcionei, mas que desejo retornar, pois acho que o roteiro deste dia foi intenso de mais, devendo inclusive ser quebrado em mais dias para melhor aproveitamento de cada cidade.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 5 

Dia 6

Dia de conhecer Coimbra com sua universidade antiga e um espaço especialmente para os pequenos e navegar por Aveiro a Veneza portuguesa.

Portugal para pequeninos
Inaugurado em 8 de junho de 1940, foi idealizado por Bissaya Barreto e projetado por Cassiano Branco, com o objetivo de ser um parque lúdico-pedagógico. No local estão os monumentos de Portugal todos juntos, em versão reduzida, para diversão da criançada que pode interagir neles.

Site: Portugal dos Pequenitos

Almoço no Solar do Bacalhau
Com um ambiente muito bonito, foi neste restaurantes que experimentamos uma sequencia de pratos (entrada + prato principal + sobremesa) por um valor fixo. A comida é bem saborosa.

A dica é para quem vai com criança pequena que se alimenta normalmente: peça uma sequencia ou um prato individual. A sequencia não é suficiente para dividir com outras pessoas, mesmo crianças.

Maiores informações:
Rua da Sota, 12 3000 Coimbra
Telefone: T. (+351) 239 098 990
Site: Solar do Bacalhau
Horário: De 2ª a Domingo das 12h às 15h e das 19h às 24h

Universidade de Coimbra
Criada em 1290 a universidade criada por D. Dinis é uma das mais antiga do mundo. Seu funcionamento iniciou na cidade de Lisboa, em 1308 começou em Coimbra, até ficar em definitivo em 1537, tornando-a uma cidade universitária.

Hoje a universidade possui um grande patrimônio, não só material, mas por toda a história que carrega dentro da cultura científica. Tornando a sua visita obrigatória.

Não deixe de conhecer o Panedo da Saudade, um mirador com uma bela vista da cidade e várias placas com poemas da turmas de formando.

Aveiro
A Veneza portuguesa possui gondolas tamanho família para passear por suas águas. Se na versão italiana temos o romantismo, podendo ser acompanhado de música e até champagne. A portuguesa é um passeio família, onde se pode admirar a bela arquitetura de Aveiro com direito a explicação de prédios e histórias do lugar.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 6 

Dia 7

Depois de tanto andar, hora de um dia mais leve.

Jardim do Cerco
Em Mafra um lindo jardim barroco com flores, chafariz, espelho de água, pássaros, pessoas fazendo sessões de foto, horta, caminhos para longas caminhadas, parquinho para as crianças brincarem, árvores frondosas e uma sensação de sossego.

Indo até o palácio é possível conhecer a igreja utilizada pela família real antes de sua viagem para o Brasil. No centro de Mafra aproveite para experimentar o típico doce Fradinho na confeitaria de mesmo nome.

Fradinho
Endereço: Praça da República, 28/30
Horário: 07:00 – 20:00

Cidade José Franco
O oleiro José Franco reconstruiu suas memórias de infância em forma de uma aldeia-museu, onde os portugueses podem resgatar um pouco de suas origens e os visitantes entenderem um pouco mais da cultura do país. Para as crianças uma verdadeira festa entre miniaturas e parquinho.

Almoço no restaurante O Retiro do Camarão
Local com ambiente agradável e comida boa.

Budha Eden
O jardim foi criado como forma de protesto a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, e o espaço é grandioso. São cerca de 35 hectares onde obras de arte se misturam as diversas esculturas de diferentes tamanhos e a própria natureza, em uma integração bonita de se ver.

Para quem adora vinho é possível conciliar a visita com uma degustação dos produtos Bacalhôa.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 7

Dia 8

Manhã de compras, afinal ninguém é de ferro. E a tarde sendo finalizada em um belo mirante.

Freeport Fashion Outlet
Com um grande estacionamento e lojas distribuídas em um local a céu aberto, encontramos tanto lojas de grife quanto as mais populares Left21, Nike e Chicco. Para quem tem tempo e deseja fazer compras, vale a visita.

Almoçamos no Outlet, não lembro o nome do restaurante, apenas que era um balcão e a proteína era frango, você escolhia os acompanhamentos e era muito ruim.

Site: Freeport Fashion Outlet

Chiado Café Literário
Para quem adora livros é uma boa pedida para conhecer e adquirir livros de autores portugueses.

Site: Chiado Books

Fernando Pessoa
Junto ao Café A Brasileira está a estátua de Fernando Pessoa, onde muitos turistas param para fazer uma clássica foto ao lado do poeta.

Cerca Velha
Também conhecida como Cerca Moura, que fez parte da delimitação e defesa no período medieval até o século XIV. Existe um circuito a pé para fazer todo o trajeto, passando por 16 pontos como o Castelo de São Jorge e as portas do sol, do mar, do ferro entre outras.

Mirante Santa Luzia
Mirante com ampla vista do antigo e típico bairro Alfama e do Rio Tejo. Também permite ver lindos azulejos.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 8

Dia 9

Nosso último dia de passeio, e o único que não tivemos guia nos acompanhando.

Jardim Zoológico
Atração que nos foi recomendada, o Zoológico de Lisboa é grande e bem cuidado. Para conhecê-lo é possível caminhar, andar de trem ou em um mini teleférico. Placas ajudam o visitante se localizar, além de indicar o horário para as apresentações.

O local oferece diferentes atrações, como a apresentação na Baia dos Golfinhos que encanta grandes e pequenos.

É um passeio que pode levar até um dia inteiro, dependendo da empolgação da criançada.

Site: Jardim Zoológico

El Corte Inglês
Havia um relativamente próximo ao hotel, onde fomos jantar e acabamos conhecendo esta rede de lojas espanhola que é multimarcas.

Hora de fechar as malas e descansar para o voo no outro dia.

Quer mais detalhes do dia, clique aqui: Dia 9

Dia 10

Hora das despedidas e do nosso muito obrigado para a Marina, Rui e Frank que nos apresentaram a Portugal.

Pegamos o voo da manhã direto para Porto Alegre pela TAP. Viagem tranquila, malas e vinhos intactos, e o sabor de quero mais.

* Viagem realizada em Agosto/2015
* Viagem paga por nós
* Alice estava com 2 anos e 3 meses na época

Dicas Literárias para Viajantes
Para quem gosta de ler, seguem algumas indicações literárias de autores portugueses:
O Códex 632
(Sobre)Viver
O Cortejo
História do Cerco de Lisboa
Ensaios sobre a Cegueira

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul:

  • Reserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços, sem perder o seu desconto Genius. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.
  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a Rentcars e parcele em reais sem pagar IOF.
  • Problemas com o seu voo ou bagagens? Entre em contato com o pessoal da Resolvvi e veja se pode ser indenizado.
  • Não quer ficar desconectado? Conheça o chip da Viaje Conectado e já inicie o seu roteiro com ele.

Praias e Castelo – Dia 4

Em nosso quarto dia em terras portuguesas foi hora de andar mais na “carrinha” do Rui e da Marina e sentir o cheiro do mar, com paradas em Estoril, Cascais e no Palácio da Pena.

Você sabia que este post faz parte de um roteiro completo? Acompanhe a nossa trip completa por Portugal com todos os detalhes dia-a-dia.

Estoril

É impossível não lembrar-se da Fórmula 1 ao colocar os pés em Estoril. Em uma rápida passagem, vimos o Casino que leva o mesmo nome do local e a bonita praça a sua frente. Para colocar os pés na areia, é necessário passar por um túnel até chegar a Praia do Tamariz. Este é cheio de desenhos em azulejos. Próximo a saída para a praia encontra-se lanchonetes para tomar um café e lojinhas de lembrancinhas.

Mesmo em um rápido passeio é possível observar algumas de suas comodidades como restaurantes, chuveiros e acessos para deficientes.

Um pouco de história: A popularidade surgiu quando o rei D. Luis I, no final do século XIX, escolheu o local para sua residência de verão (quem pode,pode!). Sendo aumentada no século XX com a chegada do Casino Estoril.

Estoril fica a pouco mais de meia hora de Lisboa, e na manhã que estivemos achamos a cidade bastante calma, faltou colocar o pé na água.

Cascais

Um encanto de vilarejo. As ruas estreitas com suas lojinhas e restaurantes convidam o visitante a uma agradável caminhada até a água. Pelo caminho encontramos a câmara municipal com seus lindos azulejos e uma estátua de Dom Pedro I, não o que declamou independência no Brasil, mas o conhecido como “O Justiceiro” e pela história de amor com Inês de Castro.

Além de D. Pedro, existe uma homenagem ao Rei D. Carlos I, pioneiro da oceanografia portuguesa. Há o Museu do Mar, que também faz parte da homenagem.

No mar, muitos barcos e um deslumbre da cidade com seus prédios baixos e cores claras. Próximo, um monumento aos Descobrimentos Portugueses, presente da Academia de Letras e Artes para o povo da cidade.

Curiosidades:
Foi em Cascais que encontramos pão francês (para os gaúchos, o pão cacetinho).
Encontramos brasileiros fantasiados de bichinhos fazendo propaganda de um parque em um dia quente.

Cascais fica a menos de 40 minutos de Lisboa e vizinha de Estoril. Achei bem tranquilo passar pelas duas de carro, não cheguei a pesquisar transporte público.

Boca do Inferno

Em Cascais é possível observar enormes ondas se desfazerem nas rochas. Formada pela fúria do Atlântico contra os rochedos, a Boca do Inferno é uma parada obrigatória que exige cuidados. Ao mesmo tempo em que rende belíssimas fotos, exige bom senso do visitante em relação à segurança.

Conforme você desce as escadas, a paisagem vai te dominando. É o cheiro do mar, o barulho das ondas contra os rochedos, os pássaros sobrevoando. É o poder da natureza ao alcance dos olhos.

Estando com criança tenha muita atenção. Não é um local para deixar os pequenos correrem soltos, estar sempre segurando uma de suas mãos é mais do que necessário.

Para quem adora uma comprinha, perto do acesso a Boca tem uma feirinha cheia de sugestões de presentes e lembrancinhas. Que vão do pano de prato até vestuário, por valores muito atrativos.

Mais Informações:
Endereço: Av. Rei Humberto II de Itália 642, 2750-642 Cascais
Entrada Gratuita
Aberto 24 horas

Cabo da Roca

Localizado no Parque Natural de Sintra – Cascais, o Cabo da Roca é o ponto mais ocidental do continente europeu. Conhecido como o ponto “onde a terra acaba e o mar começa” (assim descrito por Camões em Os Lusíadas), o cabo possui um farol magnífico do século XVIII e é o habitat natural de várias plantas e pássaros.

O local é tão lindo que já serviu de cenário para o espião mais famoso do cinema: James Bond. Não por acaso pessoas de várias partes do mundo fazem a sua parada para caminhar e fotografar.

Pequenas cercas separam os curiosos de um maior contato com a natureza, e a dica aqui é respeita-la, pois um pé em falso é sinônimo de acidente certo. Há vários casos de turistas que morreram por não respeitar os limites, e convenhamos que uma selfie não vale uma vida.

Como o parque é grande e cheio de trilhas, existe espaço suficiente para caminhar e fotografar até cansar.

Com crianças fique sempre de olho, apesar do grande espaço existem áreas de perigo, a liberdade aqui precisa ser muito bem vigiada.

Maiores informações:
Estrada do Cabo da Roca s/n, 2705-001 Colares
Aberto 24 horas – O escritório de turismo que funciona no local atende no horário comercial
Entrada Gratuita

Castelo colorido (Palácio da Pena)

Na chegada a bilheteria várias placas indicando Mouros, Pena e outros. Por ali as pessoas chegam de carro, ônibus, bicicleta ou a pé.

O castelo a distância lembra os contos de fadas. Para chegar, existem duas opções após atravessar os portões: ir caminhando ou pegar o pequeno ônibus. A mistura de estilo, que vai do romantismo a indiana, são um charme a parte.

Passear pelo castelo exige preparo físico, mas vale a pena, é uma aula prática de história. Estátuas, quadros, móveis, azulejos e porcelanas nos levam ao passado e a forma como a monarquia vivia.

Quem realiza o passeio com crianças, muita atenção. Existem partes altas cujas barreiras de proteção são bastante baixas, não deixe os pequenos curiosos circularem sozinhos. Assim como as salas internas não possuem muitas barreiras, então nada de deixar os sapecas testando a durabilidade dos copos e cadeiras expostos.

Um pouco de história: Classificado como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO, ele fica no segundo ponto mais alto da Serra de Sintra, fornecendo aos seus visitantes uma visão espetacular do local. Originalmente o local era um convento de monges Jerônimos que foi adquirido por D. Fernando II em 1838 e reformado para se tornar o palácio hoje visitado.

Maiores Informações:
Endereço: Endereço: Estrada da Pena, 2710-609 Sintra

Horário
PARQUE – 09h30 – 20h00, último bilhete e última entrada 19h00
PALÁCIO – 09h30 – 19h00, último bilhete 18h15 e última entrada 18h30

Ingressos:
PALÁCIO + PARQUE
Bilhete adulto (de 18 a 64 anos) – 14 euros
Bilhete jovem (de 6 a 17 anos) – 12,5 euros
Bilhete sénior (maiores de 65 anos) – 12,5 euros
Bilhete família (2 adultos + 2 jovens) – 49€

PARQUE
Bilhete adulto (de 18 a 64 anos) – 7,50 euros
Bilhete jovem (de 6 a 17 anos) – 6,5 euros
Bilhete sénior (maiores de 65 anos) – 6,5 euros
Bilhete família (2 adultos + 2 jovens) – 26€

Site: Parques de Sintra

* Viagem realizada em Agosto/2015
* Como guias tivemos o pessoal da Além Mar Turismo
* Alice estava com 2 anos e 3 meses na época
* Viagem patrocinada por nós mesmos

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul:

  • Reserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.
  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a Rentcars e parcele em reais sem pagar IOF.
  • Problemas com o seu voo ou bagagens? Entre em contato com o pessoal da Resolvvi e veja se pode ser indenizado.