Dia 7 – Paris – Louvre

Pé na rua e lá fomos nós em direção ao centro de Paris. Ao atravessar a ponte Alexandre III encontramos além de suas belas estátuas vários casais de noivos em sessões de fotos.

Para chegar ao museu do Louvre optamos em ir pelo belo Jardin des Tuileries, parque público que no calor conta com um parque de diversão, patinhos a serem observados e uma agradável caminhada onde de longe se observa o Arco do Triunfo do Carrossel, que por sua vez nos permite ver a famosa pirâmide. Continuar lendo “Dia 7 – Paris – Louvre”

Dia 5 – Paris – Sacré-Coeur

Dizem que para conhecer Paris é necessário caminhar. Por isso percorremos pouco mais de 16km (ida-volta) para conhecer a basílica de Sacré-Coeur e a linda vista que se tem de Paris.

Iniciamos nossa caminhada pelo Sena, atravessamos a Pont de L’Alma e nos deparamos com a flamme de la liberte cercada de cadeados. Seguimos pela Avenue Montaigne onde passamos pelo Théâtre des Champs-Elysees, um prédio em branco e dourado que combina com o charme da rua. Continuar lendo “Dia 5 – Paris – Sacré-Coeur”

Dia 3 – Disney Paris

Próximo à cidade de Paris, o complexo da Disney é formado por hotéis e dois parques, sendo menor em comparação a Orlando.

Como não conhecíamos nenhum dos parques, fiz uma pesquisa, e com base nos depoimentos de famílias, optei em comprar o ingresso de acesso a um único parque, para não cansar muito a Alice. E já adianto que foi a decisão acertada para nós, pois em um dia de muito calor ela não teve pique para um, então jamais venceríamos os dois. Continuar lendo “Dia 3 – Disney Paris”

Dia 2 – Paris – Ambientando-se

Malas no guarda-volumes do apart-hotel, saímos em busca de almoço, visto que já era meio dia. Devido ao calor, entramos no Monoprix que fica muito próximo e acabamos realizando um lanche. Após conseguir realizar o check-in retornamos para as compras e assim nos alimentamos melhor. Continuar lendo “Dia 2 – Paris – Ambientando-se”

Paris: Hospedagem

Não era a minha primeira opção, mas pelo valor e opiniões de ter uma boa localização, fechamos a estadia com o Adagio Paris Tour Eiffel.

O apartamento era bom, tínhamos vista, banheiro de bom tamanho, cozinha e muitos armários. Conseguimos realizar o check-in meia-hora antes do horário, e havia armários para armazenar as malas enquanto saímos para almoçar e o apartamento não estava liberado. Pra utilizar os armários é necessário ter moedas de 50 centavos, que são devolvidas ao abrir os armários. O apartamento foi entregue limpo e organizado, havendo uma separação por torre, o que não dificultou o uso dos elevadores.

A recepção é para fazer check-in/check-out e resolver problemas pontuais. A taxa de turismo é salgadinha e deve ser paga ainda no check-in. Crianças não pagam.

Próximo ao apart-hotel tem supermercado, shopping, restaurante, lojas, estação de metrô e a Torre Eiffel.

Um problema é a limpeza. Como ficamos 14 noites tínhamos direito a uma limpeza grátis. Entraram um dia no apartamento, mas pegaram toalhas (e não repuseram) e a limpeza em si nem cheiro. O banheiro não foi limpo, e não havia nada disponibilizado que permitisse nós mesmos realizar a limpeza (somente se comprássemos no mercado).

Não utilizamos o serviço de café da manhã (pago a parte), pois optamos em comprar o que gostávamos e comer no apartamento mesmo. Mas foi possível observar que o espaço disponibilizado é pequeno, talvez pelo fato dos apartamentos terem cozinha.

Para quem gosta de fazer tudo a pé (nosso caso), a localização acaba não sendo muito boa. O bairro é distante de outros pontos turísticos, exigindo no mínimo uma hora de caminhada. Aos que utilizam transporte público, a estação de metrô fica próxima, atendendo facilmente.

Dia 1 – Porto Alegre – Paris: Trapalhadas, filas e correrias

Viajar de avião sempre é uma aventura, começando pela caça as passagens mais baratas, passagem pela alfandega e a busca pelas malas. Tudo vira história e motivo para rir depois, mas sempre há situações que exigem paciência extra. Este ano resolvi incluir esta parte da nossa viagem, já que toda experiência é válida. Continuar lendo “Dia 1 – Porto Alegre – Paris: Trapalhadas, filas e correrias”