O que fazer em Pomerode

A charmosa cidade de Pomerode fica localizado no Vale do Itajaí, região também conhecida como Vale Europeu no Estado de Santa Catarina, e foi a nossa terceira parada em uma roadtrip pelo estado. Boa gastronomia, lojas de fábrica, casas no estilo enxaimel e trilhas foram algumas coisas que encontramos por lá.

Considerada entre as que receberam imigrantes a cidade mais alemã do Brasil, os descendentes fazem questão de manter os costumes de sua origem através de construções, culinária e cultura da cidade. Tanto que é nesta região que se concentra o maior número de casas construídas no estilo enxaimel fora da Alemanha.

Um pouquinho de história

Os primeiros imigrantes alemães que chegaram na região em 1863 eram originários da região da Pomerânia na Alemanha, o que deu origem ao nome da cidade como conhecemos hoje: Pomerode.

Com pouco mais de trinta mil habitantes, a pequena Pomerode pertencia a cidade de Blumenau, que fica muito próxima, até 1959 quando conseguiu se emancipar. E nos últimos anos começou a dar mais visibilidade as suas atrações turísticas, que não param de aumentar, atraindo muitos visitantes.

Fachadas coloridas no centro de Pomerode

Hospedagem

Nós não conseguirmos hotel ou pousada disponível na cidade, assim ficamos no Blue Hill Hotel na cidade de Timbó, que fica a cerca de 15 km de Pomerode. Em breve darei mais detalhes sobre este agradável hotel.

Mas para quem faz questão de se hospedar no local, recomendo reservar com pelo menos um mês de antecedência, nós tentamos duas semanas antes sem muito sucesso. Mas as cidades ao redor, como Timbó, são realmente próximas, não afetando o deslocamento, principalmente se você reservar um dia para a cidade e outra para a rota do enxaimel.

O que fazer em Pomerode

Pomerode tem atrações para todas as idades, o que pode ocupar o visitante mais rápido por apenas um dia, ou o mais calmo que quer ver absolutamente tudo por até quatro. Nós ficamos no meio termo, pois descontando o tempo de chegada e partida mais os deslocamentos para o hotel, tivemos cerca de um dia e meio na cidade.

Portal turístico

Você sabe que está próximo ao centro e a rua central da cidade ao se deparar com o Portal turístico Sul. No local há também um espaço de informações turísticas e um grande mapa na parte externa, para quem chega sem se localizar muito bem.

Ele abre diariamente, das 8h às 18h, e fica na Rua XV de Novembro, 818 na Praça Jorge Lacerda.

O Portal Sul tem atendimento ao turista e em uma das laterais um grande mapa

Para quem adora portais, não pode deixar de conhecer também o Portal Norte chamado Wolfgang Weege, uma réplica do Portal de Stettin, cidade alemã que foi a capital da Pomerânia entre 1720 e 1945. A versão de Pomerode foi inaugurada no ano 2000.

Cervejaria Schornstein

Localizada junto ao Passeio Pomerano e ao Zoo de Pomerode, tem tanto a fábrica quando o bar e restaurante que fica bem próximo.

No caso da fábrica é possível agendar um passeio degustação, infelizmente não fizemos isso, caso contrário o passeio se restringe a loja. Confesso que me decepcionei um pouco, pois almoçamos no restaurante e no menu havia uma série de cervejas diferentes que não estavam disponíveis nem lá nem na loja, não sendo possível provar.

Nosso almoço na cervejaria

Sobre o Bar e Restaurante, ele é bastante procurado, e dependendo do horário, tem muita fila. Como chegamos depois das 14hs e éramos só quatro pessoas, até não esperamos muito, ao contrário dos grupos maiores.

Sobre a comida, tudo muito bom e bem servido, inclusive o prato kids, e a cerveja gelada e muito gostosa, o que me fez desejar ainda mais conhecer os sabores diferentes.

Passeio Pomerano

Um espaço comercial bonitinho com lojas diversas e restaurantes. Entre os lugares tem a loja de fábrica de roupas infantis da fabricante de marcas como Milon. Mas ela é pequena, para quem está realmente afim de comprar roupas para os pequenos vale mais a pena a loja junto a fábrica, que fica antes de chegar no Pórtico Sul.

Os pontos turísticos do centro ficam próximos ao Passeio Pomerano

Teatro Municipal de Pomerode

O teatro inaugurado em 2009 estava fechado no dia em que chegamos, mas mesmo assim foi possível observar como ele é bonito, assim como o seu espaço externo, que atrai os visitantes para tirarem muitas fotos. Fica em frente à Praça Torgelow.

Praça Torgelow

Em 2010 em comemoração aos 180 anos da imigração alemã no estado de Santa Catarina foi inaugurada a Torgelowerplatz. A praça com estátuas e objetos de bronze retrata o trabalho em Pomerode, relembrando aos moradores e mostrando aos visitantes como a cidade começou.

A representação dos primeiros morados na Praça Torgelow

Museu Casa do Imigrante Carl Weege

Fora do Centro de Pomerode, no caminho de quem vai para Timbó, está a bela casa em estilo enxaimel que se transformou em museu. Com visitação gratuita, possui móveis da época, transportando o visitante para o passado. No caso específico da minha mãe, para a casa dos meus bisavós.

Casa construída em estilo enxaimel

A casa pertence à Família Weege, descendentes do imigrante Carl Weege que se mudou para o Brasil aos 12 anos, e é uma das fundadoras da cidade de Pomerode. Aliás, a árvore genealógica da família está na parede da sala, nos mostrando pelos galhos como ela se expandiu.

Fotos da família e a grande árvore genealógica na parede

Além da casa, há o espaço onde funcionava a atafona, ou o engenho de moer milho. Além de muitas peças antigas, existe uma miniatura representando todo o local.

Um retorno ao passado por diferentes objetos

Para quem não vai fazer a rota enxaimel ou não quer pagar para conhecer a casa por dentro, este museu é uma ótima opção, pois tanto a conservação como a decoração estão no mesmo nível das visitações com ingresso.

Pomerode Museu Casa do Imigrante – Carl Weege
Aberta de terça a domingo – das 9h às 12h e das 13h às 17h
Rua Leopoldo Blaese, 11 – Pomerode Fundos
Fone: (47) 3387.2613 – Entrada gratuita

Rota do Enxaimel

Com 50 casas tombadas pelo patrimônio histórico na rota, todas elas construídas no estilo enxaimel. Este estilo era muito comum na Pomerânia, na Alemanha, e consiste em uma técnica de construção artesanal onde é montada uma estrutura de madeira fixada com hastes encaixadas e os espaços entre elas são preenchidos com tijolos.

No total há em torno de 220 casas neste estilo espalhadas pela região, algumas preservando as características originais, outras já modificadas pelas gerações que por ali passaram. Mas na rota você encontra muitas que vão não só te levar ao passado, mas como conhecer um pouco dos primeiros moradores da região.

Uma rota com diferentes atrações, da gastronomia a aventura

A rota começa próximo ao Pórtico Norte, quando entramos na Rua Testo Alto com suas duas casas com venda de produtos em estilo enxaimel nas esquinas. Existe um espaçamento entre um local de parada e outro em uma estrada tranquila, de fácil circulação.

Entre as paradas, além das casas é possível fazer um passeio pela fábrica de chocolate Nugali ou uma trilha de aventura com cachoeiras no final, também há opções de restaurante, garantindo passeio para um dia inteiro.

Eu pensei em incluir todas informações aqui, mas a verdade é que a Rota do Enxaimel merece um post só dela, então em breve vou colocá-lo no blog com todos os detalhes do passeio.

Não visitamos, mas você pode se interessar…

Paraíso Enxaimel Mundo Antigo: em uma pequena vila de construções enxaimel é possível encontrar pousada, restaurante, museu e um parque temático.

Zoo Pomerode: é o mais antigo de Santa Catarina, tendo sido inaugurado em 1932. Em uma área de 45 mil m² abriga mais de mil animais de diferentes espécies. Fica bem no centro da cidade.

Alguns dos animais que você irá encontrar no Zoo Pomerode – Foto do Site do Zoo

Vila Encantada: inaugurado em 2013 é um parque temático com dinossauros em tamanho real. Possui também um museu com fósseis reais e a casa do fundador do zoo Hermann Weege. Não por acaso ele é vizinho do Zoo Pomerode.

Alles Park: inaugurado recentemente é um parque temático de baixa temperatura, com direito a neve artificial.

Museu do Automóvel Pomerode: para quem é apaixonado por carros antigos, aqui irá encontrar clássicos como Cadillac, Mustang e Corvette fabricados nas décadas de 1940 a 1970.

Museu Mundo dos Brinquedos: com mais de dois mil brinquedos de diferentes épocas, este museu inaugurado em 2019 pode abrir a caixa de lembranças de diferentes gerações de uma mesma família.

Museu do Marceneiro: é a história da empresa familiar Móveis Behling que está na cidade desde 1950.

Museu Pomerano: Conta a história da cidade de Pomerode através de variados objetos, desde a chegada dos primeiros imigrantes no século XIX.

Imagem: Google Street View

Casa do Escultor (Museu Teichmann): construída em 1950 o local foi casa e atelier do escultor Ervin Teichmann e hoje expõe suas peças esculpidas em madeira.

Fábricas de Porcelanas: duas marcas famosas possuem suas fábricas na cidade: Oxford e Schmidt, e embora meu pé estava um leque para passar nas lojas, acabei deixando para uma outra vez e assim não cair em tentação de vir cheia de louças para casa.

Para quem gosta de Festa

Pomerode tem três festas que fazem sucesso entre os seus visitantes, que são a Festa Pomerana (janeiro), Osterfest (Páscoa) e Weihnachtsfest (Natal). Sendo que a Osterfest é considerada um dos maiores eventos da América Latina. Para quem ficou curioso, pode se programar nestas datas para conhecer a cidade.

Osterfest Pomerode – foto Visite Pomerode

Como chegar

Pomerode fica a 30 km de Blumenau, 90 km de Balneário Camboriú e a 178 km de Florianópolis, e é bastante fácil chegar e circular de carro pelo local, principalmente pela Rota do Enxaimel.

Para quem está mais distante existem três aeroportos próximos a cidade, que são aeroportos mais próximos são o de Joinville (87 km), o aeroporto de Curitiba (182 km) e aeroporto de Florianópolis (184 km).

Para quem se hospeda em Balneário Camboriú existem excursões de um dia que saem da cidade, mas cá entre nós, vale a pena dedicar pelo menos um pernoite na região e explorar de carro, para fazer tudo dentro do seu próprio tempo.

Vale a Visita?

Nestas férias de julho/22 resolvemos trocar o avião pelas quatro rodas do carro e fazer um roteiro pelo estado vizinho ao que moramos. Desta forma paramos em cinco cidades que ainda não havíamos nos hospedados ou que faziam anos que não parávamos. E a terceira parada foi inspirada em muitas publicações do Instagram, que falavam da pequena cidade de imigração alemã chamada Pomerode.

Dicas que foram aprovadíssimas, já que nós adoramos conhecer a cidade de Pomerode, achamos o local uma graça, e embora pequena, possui inúmeras atrações, para todos os gostos e idades.

No nosso caso demos preferência as atividades ao ar livre, e demos muita sorte, pois em pleno mês de Julho pegamos dias de verão, com direito a manga curta e sorvete. Motivo também pelo qual nós escolhemos em ir no final de semana, pois como não agendamos nada queríamos pegar todos os lugares abertos, tática que deu certo.

Entre as atrações não visitadas, no nosso caso pesou a semelhança com alguns dos pontos turísticos de Gramado, cidade que é praticamente o nosso quintal, e com isso optamos pelo que era mais diferente do que conhecíamos. E no caso dos museus, observamos a cidade bastante cheia, e com isso prevaleceu a prioridade para lugares ao ar livre, que para nós mostrou ser um grande acerto, para tirar o mofo de casa e curtir os dias de sol.

Então sim, fica a nossa recomendação para conhecer este pedacinho de imigrantes alemães em terras catarinenses e conhecer um pouco mais da história das famílias e da cidade.

  • Viagem realizada em julho/2022
  • Alice estava com 9 anos e 2 meses
  • Todas as despesas foram pagas por nós

Gostou das nossas dicas? Querendo saber o que fazer em outros lugares? Compartilho dicas de blog amigos com sugestões no Brasil e Exterior para você se inspirar para futuras viagens depois de conhecer Pomerode.

Vamos viajar pra onde agora? – O que fazer em Paris de Graça
Expedições em Família – O que fazer em Santa Bárbara na Estrada Real
Uma Viagem Diferente – O que fazer em Belo Horizonte
Mundo Viajante – O que fazer em Arraial do Cabo
Cantinho de Ná – O que fazer em Aveiro, a Veneza portuguesa
6 Viajantes – O que fazer em Bariloche no inverno com crianças
Across The Universe – O que fazer em Brasília
Chicas Lokas na Estrada – O que fazer em Trindade-Paraty

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul, você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a melhorá-lo cada vez mais:

  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a Rentcars e parcele em reais sem pagar IOF.
  • Problemas com o seu voo ou bagagens? Entre em contato com o pessoal da Resolvvi e veja se pode ser indenizado.
  • Não quer ficar desconectado? Conheça o chip da Viaje Conectado e já inicie o seu roteiro com ele.

15 comentários em “O que fazer em Pomerode

  1. Pomerode é um encanto. Amei demais conhecer. Conheci alguns itens de sua lista aqui, mas não deu tempo de conhecer os demais. Quero muito conhecer o zoológico e a vila encantada.

    Curtir

  2. Essa cidade de Pomerode é um verdadeira pedaço da Alemanha no Brasil! Não conheço pessoalmente, mas tem bastante coisa para fazer né? Também já estou à espera de saber mais Da rota do Enxaimel

    Curtir

  3. Que incrível ,nunca havia ouvido falar dessa cidade antes e fiquei feliz de ter encontrado seu artigo. Entrei por curiosidade do nome da cidade e me surpreendi com sua lista do que fazer em Pomerode.
    Definitivamente essa cidade despertou minha curiosidade para visitar-la um dia.
    muito obrigada por compartilhar.

    Curtir

  4. Pomerode é uma cidadezinha encantadora. Já estive já duas vezes, sempre em bate e volta e não conheci tudo que você descreveu no seu post. Na próxima viagem ele será o meu guia.

    Curtir

  5. Já estive em Pomerode por 2 x e amei cada cantinho que tive a oportunidade de conhecer por lá. A cidade realmente é muito linda. Suas dicas do que fazer por lá estão perfeitas.

    Curtir

  6. Conheci Pomerode através de um perfil no Instagram, moro no Nordeste e nunca tinha ouvido falar sobre a cidade. Depois que comecei a acompanhar o perfil de uma brasileira que é de lá e mora em Seattle, me apaixonei. Ele sempre mostra quando está visitando os pais. Agora achei esse post com tantas dicas do que fazer em Pomerode que vou começar a pensar em conhecer, está na hora :).

    Curtir

  7. Amei suas dicas sobre o que fazer em Pomerode, inclusive preciso voltar nesse pedacinho do mundo, agora com a minha família. São tantas lembranças boas que tenho desse lugar, então realmente viajei no seu post 🙂

    Curtir

  8. Pomerode está no topo da minha lista, com certeza! Eu amo a Alemanha e nem acredito que não conheço esse pedacinho alemão aqui no Brasil! Amei as dicas do que fazer em Pomerode!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s