Roteiro 3 dias em Roma

Roma é uma cidade que mistura séculos de história. Ao mesmo tempo que a capital da Itália é cosmopolita, ela também conta a céu aberto três mil anos de arte, arquitetura e cultura.

A verdade é que Roma merece muito mais dias, mas queríamos percorrer outras cidades da Itália durante a nossa viagem, com isso ficou a promessa de retornar e visitar o que faltou.

Nosso roteiro é para quem nunca foi, privilegiamos os pontos turísticos obrigatórios, que incluí algumas ruínas antigas do Império Romano e a Cidade do Vaticano.

Aqui você irá encontrar onde fomos, onde comemos e onde ficamos de uma forma mais resumida. Para saber mais detalhes de cada lugar basta clicar nas palavras em azul, que você será direcionados para os nossos posts mais completos, para ter assim maiores informações

Onde ficar?

Nós optamos em ficar próximos a Estação Termini, pois iriamos utilizar o trem para nos deslocar ao nosso próximo destino, que era a cidade de Veneza.

O hotel que atendeu os nossos critérios foi o Gea di Vulcano, que era próximo a restaurantes, lojas, estação de metrô, e para quem curte caminhar, também do Centro Histórico.

Dia 1

O primeiro dia é de adaptação, por este motivo não coloquei nenhuma atração com horário marcado. A ideia era sair caminhando e passar por alguns pontos turísticos da cidade que eu havia selecionado previamente.

1) Santa Maria degli Angeli e dei Martiri

Inicialmente a Basílica Santa Maria degli Angeli e dei Martiri estava fora do nosso roteiro, mas ao passar por ela suas portas atraíram a nossa atenção e resolvemos entrar.

Não nos decepcionamos, a única igreja renascentista de Roma teve o seu projeto original feito por Michelangelo e as alterações ao longo do tempo trouxeram muitas modificações.

Sua fachada simples de tijolos engana, na área interna paredes de mármore recebem a luz dos vidros que ficam na cúpula. Entre um grande órgão e quadros sacros, várias obras que chamam a atenção.

E o melhor, sua entrada é gratuita.

Maiores Informações:
Localização: Piazza della Repubblica.
Horário: Todos os dias, das 7:00 às 19:30 horas.
Preço: Entrada gratuita.
Site: Santa Maria degli Angeli e dei Martiri

2) Basílica Santa Maria Maggiore

A Basílica de Santa Maria Maggiore é considerada uma das mais bonitas da cidade de Roma. Primeira igreja no Ocidente a homenagear Maria, ela faz parte das sete igrejas de peregrinação religiosa na cidade.

Basílica Santa Maria Maggiore - frente

A antiga basílica é uma das quatro em Roma que pode utilizar o título de basílica maior, junto com São Pedro, São Paulo Extramuros e São João de Latrão . Além de ser considerada a maior das 26 igrejas dedicadas à Virgem Maria na cidade. Por isso o nome de Santa Maria Maggiore, devido ao maior.

Basílica Santa Maria Maggiore - papa

A primeira reação é de uau ao ver o seu teto dourado, é difícil não se surpreender com o seu tamanho e beleza arquitetônica. Falando em arquitetura, originalmente era a clássica romana, tanto que existe dúvida se as colunas que separam a nave dos corredores são da primeira basílica ali construída ou de antigos edifícios romanos. Com algumas alterações ao longo do tempo ela foi ganhando retoques variados, indo do paleocristão até o barroco, mas sem perder muito da sua origem.

Uma curiosidade, a Basílica possui duas capelas próximas ao altar: a capela Borghese ou Paolina foi solicitada pelo Papa Paulo V e nela está o ícone “Salus Populi Romani” -“Saúde do Povo Romano” ou “Salvação do Povo Romano” que teria sido pintado por São Lucas Evangelista.

Basílica Santa Maria Maggiore - santa

E a Capela Sistina – sim, seu nome é igual à que há no Vaticano – foi encomendada pelo Papa Sisto V e nela belas pinturas que foram elaboradas por diferentes artistas assim como os impressionantes anjos que ficam no seu centro.

A entrada na Basílica é gratuita e nós encerramos o nosso passeio por aqui. Para quem tem mais interesse, também é possível fazer visitas guiadas pelos mosaicos e escada de Bernini e aos subterrâneos da Basílica. Cada uma das visitas custa 5 euros e ocorrem a cada meia hora das 10h às 16h.

Maiores Informações:
Localização: Piazza di Santa Maria Maggiore.
Horário: Todos os dias, das 7:00 às 18:30 horas.
Preço: Entrada Gratuita
Site: Basílica Santa Maria Maggiore 

3) Caminhando pela cidade

Fizemos um pit stop para o nosso primeiro sorvete na Glauco, eu fui de limão e a Alice de baunilha, bem gostosos. Aqui eles vinham com a bolachinha em cima.

Roma - Primeiro Sorvete
Nosso primeiro sorvete em Roma

Logo em seguida passamos em frente ao Mercati di traiano museu dei fori imperiali. O Mercado de Trajano é um complexo de edifícios da época romana e abriga o museu dos Fóruns Imperiais. Só pela sua frente ficamos bem curiosos pelo lugar, mas acabamos deixando para uma próxima vez.

Roma - Caminhando pela cidade
Caminhando pelas ruas de Roma

Ele fica na Via IV Novembre 94. Para quem quiser incluir a visita no seu roteiro pode pesquisar por mais informações no site do Mercado Trajano.

Seguimos nosso caminho observando a arquitetura da cidade e suas pessoas, como o senhor que no alto da escada replicava com perfeição o que os seus olhos viam.

Roma - Senhor desenhando
A réplica no caderno

4) Pantheon

Com entrada gratuita, é a construção mais bem preservada da Roma Antiga. Com projeto original de Marco Agrippa e construído pelo imperador Adriano, o Pantheon passou por várias mudanças ao longo dos anos, e sua conservação ocorreu devido a conversão do local em Basílica di Santa Maria della Rotonda.

Pantheon - Fachada

Na parte externa observe com calma o tamanho das suas colunas e a obra como um todo, na parte interna, logo na entrada, é possível observar o seu formato circular. Assim como a bela cúpula que ainda hoje é a maior construção em cimento já realizada sem sustentação, sendo apenas um molde de madeira que recebeu um jorro de cimento.

Uma curiosidade é o oculus descoberto que permite uma iluminação natural do espaço, nos dias de chuva a água que toca o piso é direcionada aos antigos canos romanos que permanecem em funcionamento.

Pantheon - oculus

O fluxo de turistas é grande, mas apesar da fila o acesso a parte interna é rápido. Dependendo do horário a visitação pode ser um tanto tumultuada, exigindo uma dose extra de paciência para quem deseja observar a arquitetura.

Maiores informações
Endereço: Piazza della Rotonda
Como chegar: Caminhando
Horário:
Segunda a sábado: 9h às 18h30
Domingo: 9h às 13h
Fecha: 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro.
Valores: Entrada Gratuita
Site: Pantheon 

5) Almoço Pantharei

Próximo ao Pantheon, o restaurante Pantharei é bonitinho e a comida bem gostosa, sem ser cara.

Restaurante Restaurante Pantharei

Para veganos e alérgicos eles dispõem de um buffet especial, atendendo diferentes tipos de público.

Aprovamos e indicamos.

6) Piazza Navona

Bastante popular entre os turistas, a Piazza Navona ou Praça Navona possui um estilo barroco e é muito bonita com suas fontes e estátuas. Cercada de restaurantes pode ser uma boa pausa durante a caminhada ao centro.

Na praça é possível observar as suas três fontes: Fontana dei Quattro Fiumi, Fontana del Moro e Fontana del Nettuno.

Piazza Navona - Formato

Entre os edifícios importantes estão a Igreja de Santa Agnes e o Palazzo Pamphilli, este último é a sede da embaixada brasileira.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza Navona
Horário: 24 horas
Valor: Gratuito

7) Templo de Adriano

Localizado na Piazza di Pietra está a fachada do Templo de Adriano, formada por 11 colunas coríntias de mármore com 15 metros de altura.

Templo de Adriano - Lateral

A magnífica fachada foi incorporada em um palácio papal no século XVII, edifício que hoje abriga a bolsa de valores de Roma.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza di Pietra
Horário: 24 horas
Valor: gratuito

8) Fontana di Trevi

Ponto turístico procurado por milhares de pessoas, cenário de filme, a belíssima Fontana di Trevi é visita obrigatória para quem decide conhecer Roma.

A maior fonte barroca da Itália possui cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura, ficando junto à fachada do Palazzo Poli. Construída em estilo barroco e neoclássico, a Fontana di Trevi tem como material utilizado pedras de travertino de Tivoli e mármore de Carrara.

Fontana di Trevi

O povo gosta de distribuir moedas e na Fontana di Trevi não é diferente, tendo como plus a mais uma lenda. Acertando na fonte, o seu retorno a Roma está garantido.

A Fontana di Trevi também foi cenário de uma cena antológica no filme La Dolce Vita do diretor Federico Fellini. No filme italiano de 1960 a atriz Anita Ekberg entrou na fonte durante a noite, e convida Marcello Mastroianni a se juntar a ela.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza di Trevi
Transporte: Metrô Barbieri, linha A (vermelha)
Horário: 24 horas
Valor: Gratuito

9) Piazza di Spagna

Uma das praças mais famosas de Roma, a Piazza di Spagna é um dos pontos de passagem obrigatórios para quem visita à capital italiana pela primeira vez.

A sua escadaria com seus 135 degraus é um dos pontos de referência na cidade, próxima a outros pontos turísticos é muito fácil incluí-la no seu roteiro.

A escadaria de mármore branco já foi passarela para desfile de moda e ponto de descanso para os turistas saborearem um gelatto italiano. Chegando a tal ponto que a mesma quase não era mais enxergada devido à grande quantidade de pessoas ali acomodadas.

Piazza di Spagna2

Mas hoje sentar nela pode custar caro.

Desde julho de 2019 existe uma proibição, sujeita a multa, para quem ocupar os degraus que ligam a praça à igreja de Trinità dei Monti. Para manter o controle, guardas ficam de prontidão no local de olho nos visitantes.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza di Spagna
Horário: 24 horas
Como chegar: Metrô Spagna, linha A (laranja)
Valor: Gratuito

10) Gelateria Don Nino

Na Piazza di Spagna o sorvete mais caro da nossa viagem. O copinho da foto custou 7 euros. O sorvete é bom, mas vinha um monte de bolachas e elas atrapalhavam na hora de comer.

Roma - Sorvete bolacha
Era tanta bolacha que até chegar no sorvete ele já estava derretendo

11) Villa Borghese

Finalizamos o nosso dia em um dos maiores parques da Europa: a Villa Borghese. O objetivo quando montei o roteiro no Brasil era a Alice ter um espaço para correr, e quem sabe até visitar o Zoo que fica no local.

Roma - Villa Borghese
O relógio de água

Mas a verdade é que na prática o cansaço pós viagem somado a caminhada bateu e não conseguimos aproveitar o local, demos uma volta rápida, observamos um relógio próximo e deixamos para conhecer melhor em uma próxima ida a Roma.

12) Jantar Terminal Termini

Antes da viagem eu havia lido que o Terminal Termine possuía uma ótima praça de alimentação. Como no dia seguinte precisávamos ir ao Coliseu e o metro sairia de lá, resolvemos calcular a distância.

O local realmente oferece algumas opções, para a Alice encontramos uma massa fresca bem gostosa, os adultos fizeram lanche, resultando em um gasto médio de 10 euros por pessoa.

Além da praça de alimentação, há uma espécie de shopping com lojas de marcas conhecidas, algo que descobrimos ser bem comum nas estações italianas. Havia um mercado também, mas achei bem pequeno.

Para quem quer comprar chip para o celular, aqui você encontra loja da Tim e da Vodafone. Não esqueça de levar o aparelho e o passaporte.

O que eu mudaria neste dia:

Do roteiro original eu iria retirar a Villa Borguese, substituindo por uma visita ao museu do Mercado de Trajano.

Informações adicionais
Ficou com dúvidas sobre como sair do aeroporto e ir para o seu hotel? Leia o nosso post Qual transporte escolher em Roma chegando pelo Aeroporto Fiumicino.

Ficou curioso sobre onde nos hospedamos? Leia o nosso post Hospedagem em Roma: Hotel Gea di Vulcano.

Quer saber mais detalhes da nossa experiência gastronômica? Contamos tudo no post Gastronomia: Restaurantes em Roma.

Quer conhecer mais cidades na Itália? Em breve iremos disponibilizar o nosso roteiro completo.

Dia 2

Em nosso segundo dia já tínhamos horário, pois havia comprado antecipadamente os ingressos para a atração.

1) Visita Completa ao Coliseu

Nossa primeira parada foi na que eu considerei a parte térrea do Coliseu. Em uma área com direito a arquibancada foi realizada uma explicação sobre a construção iniciada em 72 d.C. pelo imperador Flávio Vespasiano. A obra demorou 8 anos para ser construída e Tito, o novo imperador, deu o nome à arena de Anfiteatro Flaviano em homenagem ao pai.

Coliseu - Belvedere

O Colosseo como é chamado na Itália foi construído na mesma área onde ficava um antigo palácio de Nero e o seu nome provavelmente foi inspirado no Colosso de Nero, que nada mais era que uma estátua de bronze gigante que ficava ao lado da arena.

Ao descer as escadarias entramos no subterrâneo, a primeira coisa que vemos é a porta pelo qual os gladiadores entravam, pois eles não moravam lá, e sim em outro prédio. O mais impressionante aqui é tentar imaginar como eles criavam todo um espetáculo grandioso organizando tudo pelos bastidores sem auxílio de tecnologia nenhuma.

Coliseu - Elevador

Quando chegamos no ponto mais alto, chamado de Belvedere, tivemos uma visão completa do local, neste momento a imaginação voa ao pensar naquele local lotado. Por tudo isso e mais um pouco esta foi a minha parte favorita do tour, pois é impossível não se admirar a grande obra que é a construção do Coliseu.

Coliseu

O passeio é finalizado na área comum, aonde é possível observar as marcas da Idade Média, quando o mármore e o bronze utilizado na estrutura do Coliseu foram retirados para serem utilizados pela Igreja Católica, incluindo a Basílica de São Pedro que fica no Vaticano.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza del Colosseo, 1
Horário: Segunda a Domingo das 08:30 às 19hs
Site: Coopculture
Ingressos:
Tours especiais somente pela Coopculture, para a área comum é possível comprar no local, mas sem garantia de ser para o mesmo dia na alta temporada, visto que para a preservação do local o número de visitantes é limitado.

2) Almoço Osteria Angelino

Bem próximo ao Coliseu, a Osteria Angelino é um restaurante antigo, que tem em seu cardápio saladas, massas frescas e carne, além da sobremesa. Recomendamos o vinho da casa.

Restaurante Osteria Angelino

A massa é um tanto apimentada, mas mesmo assim nós gostamos.

3) Gelateria Artigianale Costanza

Em uma das ruas próximas ao Coliseu aproveitamos para tomar um delicioso gelato antes de seguir com a nossa caminhada.

Roma - Sorveteria Coliseu
Não é todo dia que se pode comer um gelatto admirando o Coliseu

4) Fórum Romano e Palatino

O mesmo ingresso utilizado para o Coliseu vale para a visita do Fórum Romano e Palatino.

A entrada para o Fórum Romano e Palatino é única, pegamos uma fila para acessar, mas nada que nos deixou horas esperando. Para encontrá-la vá em direção ao Arco de Constantino e depois a Sacra Via – rua principal da antiga Roma-, o acesso é bem fácil e tranquilo de encontrar.

Palatino 5

Logo na entrada encontramos um painel com mapa do local, e aqui vai a minha primeira dica, se você não tiver um – como foi o nosso caso – fotografe. Pois conforme se vai andando, o sentimento que se tem é de estar perdido no local, visto que as explicações nos cartazes não são muitas, e vários dos locais literalmente viraram pó.

O local é imenso, e com criança pode ser um tanto cansativo. Roupas confortáveis e água são pré-requisitos para caminhar pelo local.

5) Bocca della Veritá

A Boca da Verdade é uma enorme máscara de mármore de um rosto masculino, esculpido com barba e com olhos, nariz e boca perfurados.

Diz a lenda que a máscara seria o primeiro detector de mentiras, já que a sua função seria indicar se a pessoa que colocasse a mão dentro da boca estava dizendo a verdade. Caso contrário, a boca devoraria a mão do mentiroso. Isto fez com que muitos maridos levassem suas esposas e questionassem a sua fidelidade conjugal.

Roma - Bocca della Veritá
Boca da Verdade, Igreja onde ela fica e fonte que fica em frente ao local

Localizada no pórtico de entrada da Igreja de Santa Maria in Cosmedin, uma igreja católica de rito grego, onde os visitantes também podem visitar as catacumbas.

Nós não entramos no local, que estava com uma fila razoável na hora. Tirei a foto pela grade, enquanto assistia uma espécie de guarda chamar a atenção dos turistas para andar mais rápido.

Maiores Informações:
Endereço: Via della Greca 4, Roma
Preço: 2 euros
Horário: das 9 às 17 no inverno, e das 9 às 18 nas demais estações do ano.

6) Teatro di Marcello

Nós passamos pelo Teatro de Marcelo quando começamos a caminhar de volta ao hotel, não chegamos a entrar, mas sua estrutura nos chamou a atenção. Ele é um antigo teatro romano a céu aberto. Foi inaugurado em 13 a.C. pelo Imperador Augusto, que dedicou ao seu sobrinho já falecido Marcello.

Roma - Teatro di Marcello
O formato arredondado do teatro lembra o Coliseu

Construído para realização de espetáculos de teatro e música, tinha capacidade para receber até 10 mil pessoas. No século IV acabou tendo a sua estrutura utilizada como fonte de materiais de construção – como ocorreu com o próprio Coliseu – só não tendo sido destruído completamente por ter virado fortaleza para algumas famílias.

Hoje seus andares superiores são divididos em apartamentos particulares, e no verão o espaço inferior é utilizado para concertos musicais.

Maiores Informações
Endereço: Via del Teatro di Marcello
Horário de abertura: Primavera-Verão: 09-19h; Outono-Inverno: 09-18h

7) Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II

Inaugurado em 1911 em homenagem ao primeiro rei da Itália Vittorio Emanuele II depois da unificação do país, o edifício também conhecido como Vittoriale chama a atenção pela brancura e imponência.

Logo a frente está a escultura equestre em bronze de Vittorio Emanuele II e duas quadrigas guiadas pela deusa Vitória.

Roma - Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II

Nós apenas passamos pela frente, mas se você tiver fôlego, o local possui três museus – Complesso del Vittoriano, Museo Nazionale dell’Emigrazione Italiana – MEI e Museo Sacrario delle Bandiere delle Forze Armate -, abriga a tumba do soldado desconhecido e um terraço com uma vista panorâmica de 360 graus que pelas fotos vale a pena.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza Venezia, 00186

Edifício e Terraço:
Horário
Diariamente das 9:30 às 19:30 horas (Último acesso às 18:45 horas)
Valores:
Entrada gratuita.
Elevador para acessar o terraço: adultos, 7€. Menores de 18 e maiores de 65 anos: 3,50€.

Museu Complesso del Vittoriano
Preço dos ingressos: 12 euros.
Horário:
Todos os dias: 9:30 às 19:30 horas
A bilheteria fecha uma hora antes do encerramento.

Museo Nazionale dell’Emigrazione Italiana – MEI
Entrada é gratuita.
Horário:
Todos os dias: 9:30 às 18:30 horas – Última entrada: 17:45h

Museo Sacrario delle Bandiere delle Forze Armate
Entrada é gratuita
Horário:
Todos os dias: 9:30 às 18:30 horas
Fecha na primeira segunda-feira do mês.

8) Coluna de Trajano

Localizada no Fórum de Trajano, a Coluna de Trajano junto com a Coluna de Marco Aurélio representa as conquistas das glórias do Império Romano.

Roma - Coluna de Trajano
A coluna e suas descrições

A obra é do arquiteto Apollodoro de Damasco foi toda esculpida em baixo relevo tendo como material mármore de Carrara. Na coluna é narrado os fatos ocorridos durante as guerras para conquista do território chamado Dácia Trajana.

Maiores Informações:
Endereço: Via dei Fori Imperiali

Próximo a coluna, na Chiesa del Santissimo Nome di Maria al Foro Traiano, vimos um fuca todo decorado aguardando os noivos que estavam se casando na igreja. Na porta alguns turistas espiando o evento.

Roma - Fusca noivos
Fusca enfeitado aguardando os noivos

9) Jantar

Aqui não tivemos sorte e metade de nós fizeram a sua pior refeição em Roma. A sorte é que a comida da nossa pequena estava boa.

Realizado x Planejado

Estavam no roteiro e não fizemos:
Parco Sevello
Famoso buraco de Roma
Eles ficam próximos ao Fórum Romano, se você tiver fôlego, vale a pena pesquisar.

Dia 3

Como ocorreu no dia 2, hoje era dia de ir em outro ponto turístico muito procurado pelos turistas, aqueles questão no Top 5 de lugares para ir a Roma em sua primeira vez. Com isso já saímos com os ingressos comprados do Brasil.

1) Museus do Vaticano

Como diz o título, são museus no plural, e tem para todo o estilo de público. Circular pelos Museus do Vaticano é bastante fácil, principalmente nas áreas onde os grupos de turismo não passam. O audioguia é de grande ajuda e tem em português.

Vaticano - Museo Egipcio

Do Egito Antigo, passando pelas representações do Império Romano, até as galerias que vão de candelabros, tapeçarias e mapas, passando pela arte contemporânea, a única certeza é que todos os caminhos levam no que parece ser a cereja do bolo para quem percorre os corredores dos Museus do Vaticano: a Capela Sistina.

Vaticano - Galeria dos Mapas

Com criança é um passeio cansativo para eles, mas a Alice aguentou bem. Algumas salas, principalmente aquelas que a muvuca imperava, ela não tinha muita paciência, mas nas dos mapas já foi mais fácil de atrair a sua atenção. O grande finale para ela foi a Escada em Espiral, que se encanta os adultos para os pequenos é uma grande diversão.

Vaticano - Escada em Espiral

Existem duas opções de rota: a rápida e a completa, então não tem desculpa para deixá-los de fora do seu roteiro.

2) Almoço

Para ganhar tempo optamos pela praça de alimentação que há dentro dos Museus do Vaticano, onde pudemos escolher entre comida e lanche. Não é uma loucura de bom, mas atende para repor as energias e descansar um pouco.

Maiores Informações:
Endereço: Viale Vaticano, 00165 Roma
Como ir: Metro Linha A
Site Oficial: Musei Vaticani 
Horários, Tipos de Visitas, Valores e Participação nas audiências: Prefeitura do Vaticano 

3) Basílica de São Pedro

A Basílica di San Pietro é o maior e mais importante edifício do catolicismo, sendo um dos locais mais visitados do mundo, seja pela fé ou pelos admiradores da arte.

Dedicada ao apóstolo Pedro, considerado um dos principais entre o grupo que acompanhava Jesus Cristo, e que viria a ser o primeiro Papa e Chefe da Igreja, o local é realmente suntuoso e hoje sedia os principais eventos realizados pela Igreja Católica, como as missas de Natal, Páscoa e Semana Santa.

Basilica de São Pedro

Construída entre 1506 e 1626 no local onde Pedro teria sido crucificado e sepultado, hoje tem enterrado sob o altar o corpo do apóstolo que se tornou o primeiro Papa, o que fez com que o corpo de vários de seus sucessores também passasse a repousar na Basílica.

Com 190 metros de comprimento e uma cúpula de 136 metros o local parece ser uma continuação dos Museus do Vaticano, devido a quantidade de obras de arte sacras que estão expostas, entre as mais famosas o Baldaquino de Bernini, La Pietà de Michelangelo e a estátua de São Pedro em seu trono.

Basilica de São Pedro - La Pietà

Para nós que fomos por conta, ao finalizar a visita aos Museus do Vaticano saímos do complexo e fomos caminhando até a Praça de São Pedro, que é tão grandiosa quanto a própria Basílica.

Pegamos uma fila para passar pela inspeção, que foi relativamente rápida no meio de uma ensolarada tarde de setembro, a entrada na Basílica é gratuita, mas quem quiser subir a cúpula – seja de escada ou elevador – precisa comprar ingresso.

Maiores Informações:
Endereço: Piazza San Pietro, 00120. Cidade do Vaticano

Horário
De outubro a março: das 07:00 às 18:30 horas.
De abril a setembro: das 07:00 às 19:00 horas.
A cúpula abre uma hora depois e fecha uma hora antes.

Valores:
A entrada à basílica é gratuita.
Subida à cúpula:
Elevador até o terraço e 320 degraus a pé: 8€.
Subida a pé (551 degraus): 6€.

Transporte
Metrô: Ottaviano, linha A (vermelha).

4) Jantar

Fechamos com chave de ouro no Pub e Restaurante The Flann O’Brien, onde uma ótima cerveja faz dupla perfeita com risoto de gorgonzola com nozes.

Realizado x Planejado

Não tivemos fôlego para visitar o Castelo de São Angelo e a Piazza del Popolo, com isto já começamos a ter um segundo roteiro para quando retornarmos a Roma.

Nossa Opinião

Roma é uma cidade pulsante, cheia de encantos, histórias e boa comida. São necessários muitos dias (ou muitas viagens) para conhecer além dos pontos tradicionais.

No nosso caso, já vimos que a cidade pode ser ponto de chegada (ou partida) de vários roteiros pela Itália, e assim queremos retornar para percorrer o que vimos de passagem ou que só ouvimos falar.

Vale a pena conhecer Roma? SIM, independente do seu gosto, ela atende a todos os públicos, e com certeza você irá se encantar, como nós nos encantamos.

* Viagem realizada em Setembro/2019
* Alice estava com 6 anos e 4 meses
* Todas as despesas foram pagas por nós

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul, você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a melhorá-lo cada vez mais:

  • Reserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.
  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a Rentcars e parcele em reais sem pagar IOF.
  • Problemas com o seu voo ou bagagens? Entre em contato com o pessoal da Resolvvi e veja se pode ser indenizado.
  • Não quer ficar desconectado? Conheça o chip da Viaje Conectado e já inicie o seu roteiro com ele.

15 comentários em “Roteiro 3 dias em Roma

  1. Simplesmente encantada com seu texto, extremamente completo e, realmente, próprio pra quem não conhece Roma. É um dos nossos sonhos de consumo ver e conhecer tanta história e cultura, ali. Seu roteiro está excelente. Adorei!

    Curtir

  2. Um roteiro enxuto, objetivo, sem perda de tempo, incluindo o melhor que a Cidade Eterna tem a oferecer aos visitantes.
    Já visitei Roma em duas oportunidades, e com certeza estas atrações são as mais importantes e imperdíveis. Adorei as dicas de onde comer ou tomar aquele gelato esperto, que todo turista tem que provar.
    Deu saudades de Roma aqui, parabéns pelo post.

    Curtir

  3. Adorei o post pois viajei junto com vocês por Roma,cidade que amo e quero muito incluí-la em algum roteiro pela Itália. Incrível podermos ver construções de antes de Cristo incorporadas ao mundo atual. Gostei muito tb das dicas de onde comer próximas aos pontos turísticos. Agora pra descontrair : se as mulheres levassem os homens à Boca da Verdade teria muito homem maneta por aí. Parabéns pelo post !

    Curtir

  4. Gente, quanta coisa vocês conseguiram ver em apenas 3 dias! Uau, a pequena tá de parabéns porque foi puxado, rs. Roma tem tanta coisa pra ver, mas optamos por fazer com calma, só nos museus do Vaticano passamos praticamente o dia todo, teremos que voltar pra fazer várias coisas do seu roteiro.

    Curtir

    1. Olá, Fabíola.
      A pequena tem um bom pique, mas não foi tão puxado assim, os pontos do primeiro dia são todos perto e de visitação rápida, e acabamos dedicando um dia para coliseu e vaticano (também ficamos horas no museu). Claro que por ir em setembro, final de verão, as horas de sol também ajudam.

      Curtir

      1. E se vale a pena conhecer Roma? Concordo plenamente com o SIM!! Sim mil vezes!! Para ir, voltar, voltar!! Cittá eterna!! Que seja abençoada neste momento!! Ótimas informações dos pontos magníficos!!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s