5 Igrejas para se encantar na Europa

Mais do que pertencerem a uma religião, as igrejas na Europa contam parte da história, e elas podem encantar até um visitante ateu com sua beleza ou mistérios.

E embora possa parecer um passeio tedioso com criança, algumas por seu estilo próprio podem prender a atenção inclusive dos pequenos.

Selecionei 5 igrejas visitadas nos últimos 4 anos que ficaram na nossa memória, ou cuja visita de alguma forma nos marcou.

Igreja do Mosteiro de Alcobaça

Dia 5 - 6

Branco e amplo. Talvez um deslumbre do purgatório, onde cada uma das grandes portas guarda um caminho para quem as escolhe. Esse foi o meu sentimento após caminhar pela igreja que fica dentro do Mosteiro de Alcobaça.

O que encanta nesta igreja é o fato dela ser o desfecho de uma nada feliz história de amor. Como ocorria na época, D. Pedro se casou por conveniência, mas acabou se apaixonando pela dama de companhia da esposa, Inês de Castro. O amor correspondido e a viuvez precoce do jovem príncipe alimentavam paixões e controvérsias. Ao ponto do Rei aproveitar a ausência de D. Pedro para assassinar Inês.

Como resultado da morte da mulher amada uma guerra foi travada por D.Pedro, que nunca se recuperou da traição de seu pai. Quando assumiu o trono, ele foi atrás dos assassinos e coroou a mulher amada, obrigando os nobres a beijarem sua mão e dando origem ao ditado “Inês é morta”.

E hoje quem visita a igreja encontrará os seus túmulos. Eles foram enterrados frente a frente para no dia do julgamento final serem a primeira visão um do outro e assim finalmente se reencontrarem.

Dia 5 - 7

Seus túmulos planejam este futuro em uma obra detalhista e vingativa. Onde a eternidade guarda castigos para quem os separou, e para eles o seu final feliz com sua união eterna.

Onde:
O Mosteiro fica na cidade de Alcobaça em Portugal, a pouco mais de uma hora e meia de Lisboa.

Horários
Outubro a Março: Das 09h00 às 18h00 (última entrada 17h30)
Abril a Setembro: Das 09h00 às 19h00 (última entrada 18h30)
Encerrado: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio, 20 de Agosto e 25 de Dezembro

Mais informações sobre o mosteiro no site.

Igreja Santa Justa e Rufina (São Domingos)

Dia 3 - 26

Os bancos individuais de madeira, as paredes queimadas, o teto alaranjado, o piso marcado. Mas o que poderia ser sombrio é iluminado pelo sol que entra pela porta e frestas, assim como pelas velas e objetos dourados.

Ao caminhar por ela precisa-se de um tempo para associar a sua simplicidade e grandiosidade ao local que gerou o massacre de muitas pessoas condenadas a morte por heresia, alguns queimados em fogueiras próximas a igreja. Mais fácil é imaginar o esplendor dos eventos oficiais ali realizados, como casamentos e batizados reais.

A Igreja de São Domingos foi classificada como monumento nacional de Portugal e fica localizada em Lisboa, ao lado do Rossio. Ela foi construída no século XIII pelo rei D. Sancho II, e passou por uma série de eventos, como terremoto e incêndio que exigiram sua reconstrução, mas não aliviaram as perdas de pinturas e imagens valiosas.

Existe uma associação dos desastres a um castigo pelas milhares de mortes, como se as pedras queimadas e ainda quentes chorassem pelos injustiçados.

Onde: Largo São Domingos, Lisboa
Horário: 07:30 – 19:00

Sainte-Chapelle

IMG_1395

Esta pequena capela gótica foi construída em dois anos e consagrada em 1248 pelo rei Luíz IX e hoje fica localizada no Palácio da Justiça de Paris, por isso mesmo com o museum pass não se escapa de uma fila: a da revista.

Fomos no turno da manhã e não haviam muitas pessoas tornando o acesso relativamente rápido. O exterior cinza da Sainte-Chapelle não surpreende, observa-se que ela não é grande e alguns detalhes na parte mais alta. Mas ao entrar no térreo a história é outra.

Teto, parede e pilares misturam o azul, vermelho e dourado, ao fundo os vitrais iluminam o ambiente tendo uma imagem solitária como foco. No térreo também ficam as bancas de lembrancinhas, para quem não resiste a um recuerdo.

Para quem vai com criança, eles guardam o carrinho neste andar para que se possa continuar o passeio (sem taxa extra para o armazenamento). A escada para acessar o piso superior é estreita, valendo uma atenção extra com os pequenos.

Ao subir a escada, prepare-se para se encantar. A capela é simplesmente linda. Seus vitrais coloridos proporcionam aos olhos puro encantamento. Então após conseguir fechar a boca, tente observar os detalhes do piso, da porta, para ver o seu capricho por completo.

Quando saímos, não havia dúvida. Uma das mais belas capelas que conhecemos. Uma dica: quanto mais ensolarado o dia, mais belo será o colorido dos vitrais.

Onde: 8 Boulevard du Palais, 75001 Paris
Horários e Valores consulte atualizado no site.

Igreja de Saint-Sulpice

IMG_1824

A igreja com suas torres desiguais possui em seu interior referências astronômicas, como um relógio solar, e todo um ar que parece misturar lendas, censuras e anos de aventuras. Não foi a toa que ela foi cenário de O Código da Vinci (livro que virou filme).

Só ela poderia fornecer todo um enredo para quem imaginação fértil, pois ela foi construída sobre os alicerces de um antigo templo romano. Além disso todos os seus meios de medições científicas a tornaram uma sobrevivente da Revolução Francesa.

IMG_1815

Ela também possuí uma grande cripta onde se estima que mais de 5 mil pessoas foram enterradas. E teria sido um dos locais escolhido por Rose Valland, supervisora na Galerie Nationale du Jeu de Paume, para esconder obras de arte durante a segunda guerra mundial.

Simples e imponente, ela é uma igreja bastante tranquila de se visitar. Não há venda de souvenir, mas mendigos dormindo próximos a porta. Sua mistura de luz e escuridão em uma tarde chuvosa lhe dão um charme a mais, fazendo valer muito a visita, cujos detalhes requerem atenção.

Onde: Place Saint-Sulpice – 75006 Paris
Entrada Gratuita
Mais informações no site.

Sagrada Família

Sagrada Familia

A primeira coisa a se dizer é que sim, ela é impressionante. Antoni Gaudí nos presenteia com uma igreja cujas paredes externas nos contam histórias, e a parte interna tem uma luminosidade que substitui o dourado das catedrais mais antigas. Não é a toa que ela foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. E independente da sua crença quando estiver em Barcelona não deixe de visita-la.

É importante observar que ela ainda está em construção, todas as modificações desde o projeto original do arquiteto Francisco de Paula del Villar até os 43 anos em que Gaudí esteve pensando e repensando a obra podem ser visto em uma espécie de museu no subsolo, próximo aos banheiros. Lá estão várias maquetes com todas as transformações. Alice adora maquetes, então observamos vários com calma, e é impressionante ver a diferença dos conceitos mesmo para quem é leigo.

Sagrada Família Cristo

Esta obra foi tão importante para Gaudí que em 1914 ele passou a atuar exclusivamente no projeto, e assim seguiu por 12 anos, até a sua morte em junho de 1926 por atropelamento. E hoje seus restos mortais descansam na cripta do templo.

Sobre a sua forma, a Sagrada Família possuí três fachadas:
Fachada da Natividade: é por aqui que entramos, havia dois acessos, sendo um junto à loja e outro mais distante. Esta é a fachada finalizada por Gaudí e possuí três portas: a da caridade contando o nascimento de Jesus, a da esperança onde se conta a morte dos bebês e a fuga para o Egito e a da Fé com a apresentação de Jesus ao templo.

Fachada da Paixão: com guerreiros que lembram as chaminés de outra obra de Gaudí (La Pedrera), ela conta os últimos dias de Cristo. Lá estão o seu sofrimento e julgamento.

Fachada da Glória: hoje ela está em obra, e ainda não se tem ideia clara de como será. A promessa é que ela seja a principal, e as magníficas portas com frases do pai nosso em 50 idiomas já nos dá ideia de sua grandiosidade.

Além de percorrer toda a sua extensão é possível subir em uma das torres com horário também agendado. Seguindo indicação, optamos pela fachada da Natividade. A subida foi feita de elevador, e a descida é por escadas. A todo o momento você precisa fazer escolhas sobre o caminho a percorrer. E a cada janela você tem uma ideia de vista, do que está pronto, do que está em obra e até mesmo da parte interna.

Pensando em ir a Barcelona não deixe de comprar o seu ingresso antecipadamente, a Sagrada Família é uma obra de arte em construção, um projeto para ser admirado sem moderação.

Como chegar:
Endereço: C/ Marina N 41º 24′ 283? | E 2º 10 ‘486?
De Metro linhas L2 e L5 Sagrada Família
De ônibus: Linhas 19, 33, 34, 43, 44, 50, 51, B20 e B24

Mais informações no site.

E você? Costuma visitar igrejas quando viaja? Qual a sua favorita? Conte para nós nos comentários.

Este post faz parte de uma blogagem coletiva onde outros viajantes também compartilham os #templosmaravilhosos que os encantaram. Aproveite pra conhecer estas outras dicas clicando nos links abaixo:

 

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul:

  • Reserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.
  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a rentcars e não pague IOF.
Anúncios

35 comentários sobre “5 Igrejas para se encantar na Europa

  1. Lilian Azevedo disse:

    Tenho muita vontade de conhecer o Mosteiro de Alcobaça e agora mais ainda pra ver ao vivo tudo que tão bem você relatou. Meu marido fez questão de visitar Saint Sulpice depois que leu Dan Brown e nos sentimos no meio da história. Queria muito revisitar Sagrada Família podendo observar esses detalhes. Essa igreja de São Domingos me passa muita tristeza. Muito boa sua seleção de igrejas. Beijocas

    Curtir

  2. Luciana Freitas Gorges disse:

    Uma ótima seleção de igrejas da Europa. A Sainte-Chapelle é belíssima, sem dúvidas um dos vitrais mais belos que já vi. Excelente escolha!!!! Já a Sagrada Familia é tão diferente mesmo inacabada… Demais.

    Curtir

    • Patricia Monteiro disse:

      Que santuários maravilhosos, a riqueza histórica é muito grande e a arquitetura suntuosa impressiona! Gostaria de visitar os túmulos de Pedro e Inês, acho a história deles super impactante, conheci há pouco tempo e nunca mais esqueci.

      Curtir

  3. Bianca Ribeiro disse:

    Ai quanta foto bonita!! Eu acho a coisa mais linda do mundo a arquitetura das igrejas, por mais que eu não seja uma pessoa religiosa, sempre me pego impactada diante da grandeza desses lugares. E querendo ou não, a Europa é o “centro” do mundo, lá é tudo muito bonito, morro de vontade de conhecer!! Amei o post!

    Curtir

  4. Tahis da Silva disse:

    Olá!
    Essas igrejas são lindas, essa arquitetura é tão linda e mágica, fico encantada com essas construções. Tenho muita vontade de viajar e visitar esses lugares!

    beijos!

    Curtir

  5. Malu disse:

    Adoraria poder conhecer todas elas! Amo lugares históricos e as igrejas em especial são carregadas de acontecimentos e até mesmo energias de tudo o que ocorreu no passado. Amei conhecer sobre D. Pedro e Inês.

    Curtir

  6. Raíssa Zaneze disse:

    Olá! Eu confesso que não sou frequentadora de igrejas, no sentido de “missas”. Mas se tem coisas que amo visitar são igrejas. Um pouco contraditório, né?! Mas eu acho que são cenários de tirar o fôlego e que sempre carregam histórias incríveis do passado. Senti vontade de ver todas essas, mas acho que a Igreja do Mosteiro de Alcobaça foi a que roubou meu coração. Amei as dicas. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  7. Michele da Costa disse:

    Olha só, cada igreja linda! A Europa tem locais encantadores para tudo que é lado, não é? Adoro perambular pelas ruas das cidades e entrar onde dá vontade. Belo post!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s