Nossa experiência com Airbnb

Eu já havia feito o cadastro no site de aluguel de imóveis há um certo tempo, mas nunca havíamos usado, fosse por não achar o que queríamos, pelo Marco não ter tanta confiança, e assim sempre ficava de lado.

Para quem não conhece, o Airbnb é o Uber das imobiliárias. Como assim, Andrea? Explico melhor. É um site onde as pessoas oferecem quartos ou imóveis inteiros para estadias, por um preço mais em conta do que hotéis e imobiliárias. A conversa é diretamente com o dono e o pagamento pelo site.

Alice queria muito ir a Bombinhas desde que os dindos dela foram, iniciamos as nossas pesquisas e a estadia em pleno janeiro não tinha nada de amigável para quatro pessoas. E foi aí que comecei a bisbilhotar no Airbnb.

Minha pesquisa foi por um apartamento com dois dormitórios, garagem e dentro da faixa de diária que poderíamos pagar. Aqui o primeiro ponto de atenção: sempre coloque o valor um pouco mais baixo, pois aqui não há a contabilização da taxa do site e da taxa de limpeza, que são valores variáveis e aparecem no valor total quando se visualiza o anúncio.

Logo de início busquei, conforme as dicas, alguém com bastantes comentários e avaliações. Mas ou o apartamento ficava longe, ou o valor acima do que pretendíamos. Foi quando ampliei a pesquisa.

Optamos em ser “ousados” e fechamos com alguém relativamente novo no site (possuía cerca de quatro comentários, todos positivos). E fui acompanhando os que foram entrando até a nossa estadia (não, não fomos os únicos atraídos pelo bom preço). Próximo ao dia recebemos o número de whats para avisar que estávamos chegando.

Deu tudo certo. No dia o proprietário foi nos encontrar, nos mostrou tudo, explicou as regras do condomínio, e nos deu um vinho de boas-vindas.

O apartamento era bem espaçoso, a três quadras da avenida principal e quatro da praia, perto de mercado e restaurantes, sem ficar naquelas ruas em que quase se precisa de um equipamento de alpinismo.

A estadia foi tranquila, pudemos descansar e economizar, já que muitas das refeições foram feitas no próprio apartamento, que além da cozinha possuía churrasqueira. E sim, aprovamos a experiência.

 A chance de repetir em território nacional é grande, mas confesso que no exterior ainda temos receio, pois:

– o parcelamento não é grande, 3 vezes no máximo.

– todas as dúvidas são tiradas diretamente com o proprietário, então tem que ter domínio de escrita no idioma do mesmo para não haver confusão.

– em alguns lugares existe uma rejeição muito grande por estar aumentando o aluguel para os nativos, podendo ocorrer de o lugar ser denunciado e cancelado quando se chega (o Airbnb auxilia nestes casos, mas é o tipo de dor de cabeça que viajando com criança não se quer).

Mas conheço pessoas que usam em diferentes países e amam, então fica a seu critério.

Nunca se cadastrou e se empolgou? Use o nosso código clicando aqui para ganhar um desconto de R$ 100 e nos ajudar na nossa próxima trip. Você também terá o seu próprio código para repassar aos amigos depois de se cadastrar.

3 comentários em “Nossa experiência com Airbnb

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s