Dia 9 – Paris – Encerrando os museus

Com o vai e vem da chuva que não nos abandona, olhando a previsão do tempo, resolvemos deixar Versailles para o dia seguinte e pela terceira vez nesta viagem fomos ao Jardim Tuilerie, que poderia se chamar o jardim dos museus: dentro dele há dois, ele é caminho para o Louvre e está próximo do Museu d’Orsay.

É um jardim bonito, bem cuidado, com cadeiras para sentar, banheiros, esculturas, lojinha, restaurante, no verão tem um parque, além do Arco do Carrousel e dois museus. Ele pertencia a um palácio que foi demolido em 1883.
Nossa ida hoje se refere a um dos museus, no jardim há o Jeu de Paume, que só olhamos por fora e o Orangerie, nosso destino.

Musée de L’Orangerie

IMG_1575

Se antigamente este espaço do jardim foi ocupado por laranjas, hoje são obras que atraem o público, principalmente o conjunto mural Les Nymphéas de Claude Monet.

O museu é pequeno, de fácil acesso, proporcionando uma visita curta e prazerosa, a obras muito bonitas e miniaturas de casas onde só faltam os pequenos moradores. Para quem faz um passeio de duração curta no Louvre é possível conhecer os dois tranquilamente no mesmo dia.

Com criança é possível utilizar o carrinho tranquilamente. Não há grandes filas de acesso e aceita o Museum Pass.

Informações:
Tarifa: 9 euros (menores de 18 anos não pagam)
Horário:
Aberto das 9h às 18h
Fechado às terças-feiras

Place Vendôme

Para quem quer seguir o roteiro do Código da Vinci é nesta pequena praça, recheada de relojoarias caras que está o hotel Ritz, onde o Dr. Robert Langdon se hospeda. O charme está na arquitetura dos prédios que a cercam. Passando por lá vale uma fotinho.

IMG_1579

Indo em direção ao Pompidou, nos deparamos com uma pequena galeria muito charmosa, a curiosidade foi ver que um dos restaurantes aceitava o cartão da Ticket. Nosso almoço foi em um restaurante próximo ao museu em que esqueci de pegar o nome. Aqui quem se deu bem foi a Alice com um prato de arroz, bife e batatinha. Pegamos um prato principal e sobremesa, mas o primeiro era carpaccio com salada e queijo, o que não mata muito a fome. O sorvete estava bem gostoso.

IMG_1584

Centro Georges Pompidou

Um prédio ou um conjunto de tubos? Sim, a primeira coisa que irá atrair o seu olhar é a tubulação ser externa para ter um espaço amplo internamente. Inaugurado em 1977 ele tem loja, biblioteca, espaço kids, exposições temporárias, o museu (único acesso permitido com o museum pass) e uma linda vista de Paris.

IMG_1593

Entre as obras é possível encontrar obras de Picasso, Matisse, Miró, Salvador Dalí entre outros que o fazem se intitular a mais importante coleção de arte moderna e contemporânea da Europa.

Aqui encontramos obras de todos os estilos, daquelas que parece que a minha filha pintou, a outras que dão asas a imaginação e até aquelas que na nossa leiga opinião são feias mesmo. Mas é legal de visitar por todo ar moderno, pela mistura de quadros, fotos, objetos, revistas.

No nosso caso como o museum pass limitava bastante a visita, a mesma foi relativamente rápida também.

Informações:
Tarifa: 14 euros
Horário:
Aberto todos os dias das 11h às 21h
Fechado às terças-feiras e no 1.º de maio

* Quer ver as fotos? Siga o nosso instagram @3geracoese1mala
* Viagem realizada em junho-julho/2017
* Patrocinada por nós

* Alice estava com 4 anos e 1 mês

2 comentários em “Dia 9 – Paris – Encerrando os museus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s