Livros, Ondas e Milagres – Dia 5

Dia de acordar mais cedo e andar pelas estradas portuguesas e conhecer Óbidos, Nazaré,Mosteiro de Alcobaça e Fátima.

Você sabia que este post faz parte de um roteiro completo? Acompanhe a nossa trip completa por Portugal com todos os detalhes dia-a-dia.

Óbidos

Charretes, flores na janela, uma bicicleta enfeitadas, uma igreja que virou livraria, muitas lojinhas em uma vila muito gostosa de passear. A cidade que foi presente de casamento do rei Dinis para a rainha Isabel manteve suas casas brancas intocadas pelo tempo encantando a todos os que ali vão visitar.

Um castelo que virou hotel, um poço que virou lixeira, é o homem não sabendo preservar. Quem sabe se colocasse os porquinhos na gaiola do pensamento isso iria se endireitar? Também pode ficar esticadinho, para fazer os neurônios trabalhar? Calma, sei bem que o uso da tortura não é santa, mas que dá vontade de colocar algumas pessoas ali, nem que seja por um minuto, dá.

Óbidos permite caminhar pelos muros que a cercam, ela inspira história e poesia. Mesmo em um dia de chuva. Não se deve deixar de provar a Ginjinha e saborear o copinho de chocolate que ela vem.

Para os apaixonados por livros, não deixe de visitar a Livraria Santiago, onde os livros possuem o seu próprio altar e caricaturas de Fernando Pessoa e Saramago são encontradas.

A cidade fica a pouco mais de uma hora de Lisboa e se tem uma recomendação que eu deixo é que ela merece pelo menos um dia inteiro para ser descoberta.

Nazaré

Praia conhecida pelas ondas gigantes, é extremamente movimentada e conserva tradições. No mirante do Suberco tem uma vista belíssima do alto, onde a espuma branca contrasta com a linda cor do mar. A dica é aproveitar para almoçar e relaxar olhando a paisagem.

Ali encontramos a paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, pequena e dourada, encanta pelos detalhes. E também a capela, aqui nos deparamos com a seguinte lenda (contata pela Marina e pelo Rui, e buscada no Google para não escapar nenhum detalhe que eu tenha esquecido):

“Conta a Lenda da Nazaré que na manhã de 14 de Setembro de 1182, encontrando-se a região em paz com os mouros, D. Fuas Roupinho, alcaide do castelo de Porto de Mós, andava à caça nas suas terras, desporto de sua especial predilecção, quando avistou um veado, e começou a persegui-lo seguido pelos seus companheiros.
Durante a caçada, o veado (na versão popular uma materialização do próprio demónio) dirigiu-se para o litoral em direcção a uma falésia no Sítio da Nazaré. De súbito, ficou tudo encoberto por um denso nevoeiro que se levantava do mar. Quando o cavaleiro se deu conta de estar no topo da falésia, em perigo de morte, reconheceu estar ao lado da gruta onde se venerava uma pequena imagem, de nossa Senhora com o Menino e rogou, num grito desesperado, à Virgem Maria: “Senhora, Valei-me!”. Imediata e milagrosamente o cavalo estacou fincando as patas no bico rochoso suspenso sobre o vazio, o Bico do Milagre, salvando-se assim o cavaleiro e a sua montada de morte certa, enquanto que o veado se precipitava até ao Oceano, mais de cem metros abaixo.
Em preito de gratidão, o nobre cavaleiro, mandou chamar pedreiros e permaneceu no local até começar a ser erigida sobre a gruta, em memória do milagre, uma pequena capela, a Capela da Memória, para ali passar a estar exposta, à veneração dos fiéis, a milagrosa imagem de origem desconhecida. Quando os pedreiros desfizeram o altar existente na gruta, encontraram um cofre em marfim, contendo algumas relíquias e um pergaminho no qual se relatava a história da pequena imagem esculpida em madeira, representando uma Virgem Negra sentada, a amamentar o Menino.” Fonte: Terras de Portugal

Nazaré fica a meia hora de Óbidos e é outro lugar que vale a pena guardar um tempo maior para caminhar e curtir o local.

Mosteiro de Alcobaça

Branco e amplo. Talvez um deslumbre do purgatório, onde cada uma das grandes portas guarda um caminho para quem a escolhe? Esse foi o meu sentimento após caminhar pela igreja que fica dentro do mosteiro.

O que encanta neste mosteiro é o fato dele ser o desfecho de uma nada feliz história de amor. Como ocorria na época, D. Pedro se casou por conveniência, mas acabou se apaixonando pela dama de companhia da esposa, Inês de Castro. O amor correspondido e a viuvez precoce do jovem príncipe alimentavam paixões e controvérsias. Ao ponto do Rei aproveitar a ausência de D. Pedro para assassinar Inês, cujo resultado foi uma guerra travada pelo filho que nunca se recuperou. Quando assumiu o trono, D. Pedro foi atrás dos assassinos e coroou a mulher amada, obrigando os nobres a beijarem sua mão. No mosteiro, foram enterrados frente a frente para no dia do julgamento final ser a primeira visão um do outro.

Seus túmulos planejam este futuro em uma obra detalhista e vingativa. Onde a eternidade guarda castigos para quem os separou e sua união eterna.

Sobre o mosteiro, em estilo gótico, é considerado patrimônio mundial pela UNESCO. Visitamos apena a igreja, pois estávamos indo para Fátima, e como descobri, precisaria de muito tempo para circular por ali. Justificativa para voltar.

Curiosidade: Com medo de perder os detalhes, pesquisei e segue a história de D. Pedro e Inês de Castro e encontrei neste link um detalhamento melhor para quem quiser se aprofundar: UOL – Inês de Castro.

Fátima e a casa dos pastorinhos

Ao entrar na casa das três crianças que viram Fátima, me senti dentro de um filme sobre sua aparição. O local simples remete a rotina das crianças que receberam os três segredos da santa.

Lúcia, Francisco e Jacira, então com 10,8 e 7 anos respectivamente, ficaram conhecidas mundialmente ao afirmarem ver aparições de um anjo e da Virgem Maria entre 1916 e 1917.

Após os eventos, os irmãos Francisco e Jacinta, que teriam visto nas aparições o inferno, passaram a se penitenciar em sacrifício a conversão de pecadores, ambos morreram após a epidemia de pneumonia, um em 1919 e o outro em 1920.

A única a sobreviver foi Lúcia, que virou freira e mais tarde escreveu suas memórias, relatando o que viram e ouviram, assim como as aparições particulares que Jacinta recebia. Ela morreu em 2005 aos 97 anos.

Frases e fotos espalhadas nos fazem refletir sobre como deve ter sido difícil para eles o peso desta visão. Mesmo para quem não acredita em santos ou religião, acaba refletindo sobre os dois lados da fé.

A vila dos pastorinhos é próximo ao santuário de Fátima e a visitação é gratuita.

Se existe um local que me decepcionei foi o santuário de Fátima. Não sei se foi à chuva. Não sei se foi o cansaço. Mas a sensação que fiquei é de que faltou algo, o sentimento não foi de paz nem tranquilidade, mas de irritação.

A grande igreja fecha às 19hs, em sequencia as lojas na volta. O banheiro não oferece estrutura para crianças pequenas, o que dificultou bastante para trocar as fraldas da Alice.

Existe o espaço onde fica a imagem da santa e os fiéis sentados. Próximo um fogo para acender as grandes velas. Devido à chuva, não ficamos muito tempo, mas dizem que a procissão das velas é um momento muito bonito.

Devido ao ponto de interrogação, e um sonho maluco onde lá estava eu ajoelhada conversando com Deus, é um lugar que quero voltar com a calma que me faltou.

* Viagem realizada em Agosto/2015
* Como guias tivemos o pessoal da Além Mar Turismo
* Alice estava com 2 anos e 2 meses na época
* Viagem patrocinada por nós mesmos

Planeje sua viagem em parceria com o blog clicando nos links em azul:

  • Reserve seu hotel através da Booking.com, são milhares de opções no mundo todo com garantia dos melhores preços, sem perder o seu desconto Genius. Cancelamento gratuito, pagamento antecipado e confiança de uma empresa com mais de 20 anos atuando com reservas de hotéis.
  • Seguro Viagem com a Seguros Promo. As melhores empresas do mercado, cobertura em todos os continentes, para todas as idades e com os melhores preços. Digite o cupom 3GERACOESE1MALA5 ao realizar sua compra através dos links aqui do blog e ganhe 5% de desconto.
  • Alugue o seu carro com a Rentcars e parcele em reais sem pagar IOF.
  • Problemas com o seu voo ou bagagens? Entre em contato com o pessoal da Resolvvi e veja se pode ser indenizado.

27 comentários em “Livros, Ondas e Milagres – Dia 5

  1. Fiquei curiosa e encantada com Óbidos, parece ser tão bonita, a igreja que virou livraria me chamou a atenção. Os outros locais também são maravilhosos, a história de amor de Pedro e Inês é muito impactante, visitar seus túmulos deve ter sido uma experiência inesquecível.

    Curtir

  2. Queria muito conhecer essa igreja que virou livraria, iria passar muitas horas maravilhosas naquele local. Quanta dica boa que nos passou. Adorei esse post.

    Curtir

  3. Estou encantada. Sempre quis conhecer Fátima, nossa, entrar na casa deles deve ter sido de arrepiar. E essa Igreja que virou livraria? OMG!!!!!!! Deve ser o máximo!!! Eu gosto muito de lugares históricos, com certeza quero visitar um dia. Adorei a cobertura da viagem.
    beijinhos.
    cila.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s